Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Investigação à morte de David Duarte espera há quatro meses parecer médico-legal

David Duarte tinha 29 anos

David Duarte morreu há quase um ano, mas ainda não há um despacho de acusação. A família pede justiça para fazer o luto

A investigação à morte de David Duarte, o jovem de 29 anos que morreu com um aneurisma no hospital de S. José, em Lisboa, após ter esperado 72 horas por uma cirurgia, está há quatro meses à espera de um parecer médico-legal, revela o “Correio da Manhã” esta quarta-feira.

David Duarte morreu no dia 14 de dezembro de 2015, ou seja, há quase um ano, mas ainda não há um despacho de acusação e a família pede justiça para fazer o luto.

“O processo-crime está parado. Antes do verão foi feito um pedido de parecer médico-legal e, ao que sabemos, não foram feitas mais diligências”, disse Cristina Malhão, advogada que representa a família, ao matutino. Para a advogada, enquanto o inquérito não for encerrado “nada se sabe”.

O juiz-desembargador Francisco Martins, presidente do Instituto de Medicina Legal, negou, em declarações ao “CM”, que esteja a ocorrer algum atraso. Segundo o responsável, o pedido de parecer entrou a 25 de maio e a 13 de julho o assunto foi discutido, sem consenso. A unanimidade foi obtida a 21 de setembro e o parecer remetido.