Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Governo prepara benefícios fiscais para quem andar de transportes públicos

  • 333

Rui Duarte Silva

O Governo está a estudar permitir a dedução à coleta do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) das despesas com bilhetes ou passes de autocarro, comboio ou metro

Quem andar de metro, autocarro, cacilheiro, comboio ou outro qualquer meio de transporte coletivo pode vir a usufruir de benefícios fiscais em 2017, avança o “Público” esta segunda-feira. Esta informação foi veiculada ao matutino por fontes governamentais.

A ideia que o Governo estará a estudar é permitir a dedução à coleta do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) das despesas com bilhetes ou passes de autocarro, comboio ou metro.

Esta medida faz parte de um conjunto mais vasto de incentivos ligados à fiscalidade verde, que estão incluídos na proposta de Orçamento do Estado para 2017. Se os prazos estipulados forem cumpridos, o Governo deverá entregar o OE no Parlamento na sexta-feira.

Neste momento, segundo o “Público”, o modelo de implementação desta medida não está ainda fechado: não se sabe quais os montantes a deduzir e que transportes coletivos que serão elegíveis para que o benefício fiscal possa ser utilizado.

Como a margem orçamental do Governo é curta, a definição desta medida estará ainda condicionada pela despesa fiscal que vier a gerar.