Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Sócrates “estrela principal” em iniciativa do PS/Lisboa

  • 333

Rui Duarte Silva

O antigo primeiro-ministro vai participar, na próxima sexta-feira, na Universidade de Verão do PS/Lisboa, uma iniciativa organizada pela JS/Lisboa e pelas Mulheres Socialistas da capital

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

O tema é (aparentemente) inócuo. José Sócrates vai falar aos socialistas lisboetas sobre "Política externa e globalização", avança o jornal "i". Mas não é tanto o conteúdo da intervenção como o facto de a ir proferir numa assembleia partidária que a torna notícia: é a primeira vez, desde antes da sua detenção, em novembro de 2014, que o antigo líder socialista marca presença numa iniciativa oficial do PS.

O ex-primeiro-ministro, que ainda na semana passada voltou a fazer títulos nos jornais pelas suas declarações em reação à entrevista do juiz Carlos Alexandre (responsável pelo processo em que Sócrates está envolvido), é a estrela principal da Universidade de Verão do PS em Lisboa, que decorre sexta e sábado na capital. Sócrates encerra os trabalhos de sexta-feira com uma conferência sobre “Política Externa e Globalização”.

Do elenco de convidados fazem parte dois ministros, José Vieira da Silva e Adalberto Campos Fernandes, os deputados Alexandre Quintanilha, Diogo Leão, Maria Antónia Almeida Santos Wanda Guimarães, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e a secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes. António Costa não consta do programa. Desde que saiu da prisão, há um ano, Sócrates só se cruzou com o primeiro-ministro por uma (fugaz) vez: aquando da inauguração do Túnel do Marão, em maio, mas não houve fotos do reeencontro.

Desde a detenção de José Sócrates, no âmbito da Operação Marquês, que António Costa fez questão de deixar bem separadas as águas entre o partido e a investigação judicial envolvendo o seu antigo líder. Durantes os dez meses que Sócrates esteve preso, em Évora, o secretário-geral do PS só o visitou por uma única vez.