Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Nunca tão poucos alunos entraram no 1.º ciclo

  • 333

José Oliveira

Apesar de neste ano letivo sere abertas tantas turmas como no ano passado, 55 mil, desce o total de crianças matriculadas pela primeira vez no ensino básico

Desde o início do seculo XXI, nunca tão poucos alunos entraram no 1.º ano do 1.º ciclo, revela o “Jornal de Notícias” esta sexta-feira. Este ano só entram para a escola pela primeira vez 80 mil crianças, segundo o ministério da Educação. No ano passado, entraram 94 mil crianças.

Como já é hábito em Portugal, este problema é mais visível no interior do país. Na freguesia da Nespereira, em Cinfães, por exemplo, há 15 anos nasciam 40 crianças por ano. Em 2015, não nasceu nenhuma, conta o “JN”.

Ao mesmo tempo, há milhares de pais que não sabem quando começam as aulas. O prazo é de hoje até ao dia 15, mas os dirigentes já avançaram que dificilmente arrancarão antes do último dia.

Ainda assim, o matutino conta que vão ser abertas o mesmo número de turmas que no ano letivo passado: 55 mil.