Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Nunca tão poucos alunos entraram no 1.º ciclo

José Oliveira

Apesar de neste ano letivo sere abertas tantas turmas como no ano passado, 55 mil, desce o total de crianças matriculadas pela primeira vez no ensino básico

Desde o início do seculo XXI, nunca tão poucos alunos entraram no 1.º ano do 1.º ciclo, revela o “Jornal de Notícias” esta sexta-feira. Este ano só entram para a escola pela primeira vez 80 mil crianças, segundo o ministério da Educação. No ano passado, entraram 94 mil crianças.

Como já é hábito em Portugal, este problema é mais visível no interior do país. Na freguesia da Nespereira, em Cinfães, por exemplo, há 15 anos nasciam 40 crianças por ano. Em 2015, não nasceu nenhuma, conta o “JN”.

Ao mesmo tempo, há milhares de pais que não sabem quando começam as aulas. O prazo é de hoje até ao dia 15, mas os dirigentes já avançaram que dificilmente arrancarão antes do último dia.

Ainda assim, o matutino conta que vão ser abertas o mesmo número de turmas que no ano letivo passado: 55 mil.