Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

São as empresas mais antigas que criam mais emprego

Marcos Borga

Há em Portugal cerca de 200 companhias centenárias, que geram mais de 13.500 empregos, revela um estudo da Informa D&B

Não há dúvida que as start-ups vieram dinamizar o mercado do emprego jovem em Portugal. Contudo, ainda são as empresas mais antigas, muitas centenárias, que são responsáveis por gerar grande parte dos postos de trabalho. De acordo com o “Jornal de Negócios” esta quinta-feira, as empresas antigas pesam apenas 22% do tecido empresarial, mas fazem 55% do volume de negócios e são responsáveis por 46% dos empregos.

Segundo um estudo da Informa D&B, a que o “Negócios” teve acesso, há em Portugal cerca de 200 companhias centenárias, que geram mais de 13.500 empregos, e um volume de negócios de quase três mil milhões de euros. Mais de 70% destas empresas opera nas indústrias transformadoras.

Já empresas “maduras” – ou seja, com mais de 20 anos – são 65 mil. Mais de um terço destas estavam instaladas na região de Lisboa, elevando-se essa percentagem acima dos 40% no caso das centenárias. O Norte, por sua vez, contribui com 30% e 32,5% respetivamente.

A idade média das grandes empresas está nos 31,7 anos, enquanto nas micro são 12,5 anos. A idade média do conjunto do tecido empresarial em Portugal é de 13,1 anos.

O mesmo estudo conclui ainda que o volume de negócios médio nas empresas acima dos 20 anos é 6,7 vezes mais elevado do que o valor médio gerado pelas sociedades jovens (1 a 5 anos) - de 2,4 milhões de euros para 366 mil euros.