Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Colégios com ensino especial ainda não receberam fundos do Estado (outra vez)

  • 333

FOTO ALBERTO FRIAS

Em 2015, o Governo pagou quase 4,4 milhões de euros por cerca de 600 alunos do ensino especial, mas já com cinco meses de atraso

Termina esta segunda-feira o prazo para a abertura dos colégios de educação especial que recebem apoios do Estado. Contudo, há escolas que ainda não receberam os fundos prometidos para o ano letivo 2016/17 pelo ministério da Educação, avança a “TSF”.

Este é o segundo ano consecutivo em que este problema ocorre. No ano passado, muitos destes colégios só receberam as verbas em falta em fevereiro, após terem ameaçado não abrir portas no segundo período.

Em 2015, o Governo pagou quase 4,4 milhões de euros por cerca de 600 alunos do ensino especial, mas já com muito atraso.

Rodrigo Queiroz e Melo, presidente da Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo, diz que “a única sombra no arranque do ano letivo é a incerteza sobre o financiamento por parte do governo”, em declarações à “TSF”.

Contactado pela rádio, o ministério da Educação disse estar a tentar resolver a situação o mais depressa possível.