Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

BCP decide este mês entrada da Fosun

  • 333

Marcos Borga

A reunião onde a decisão de entrada da Fosun deve sair oficializada está agendada para 12 de setembro, avança o “Negócios”

A decisão sobre a entrada do conglomerado chinês Fosun no BCP, banco liderado por Nuno Amado, está para breve, avança o “Jornal de Negócios” esta sexta-feira. O conselho de administração do banco irá tomar uma decisão sobre a proposta da Fosun investir 500 milhões de euros e ficar com 30% do banco na segunda semana de setembro.

Pelo que o matutino apurou, a reunião onde esta decisão deve sair oficializada está agendada para 12 de setembro. Nesse encontro, os principais investidores do BCP – Sonangol, Sabadell e EDP – vão analisar a proposta do grupo chinês. Até então, dentro do BCP deverá haver movimentações para procurar garantir a aprovação da proposta que permite à equipa de Nuno Amado levantar capital para concluir o reembolso da ajuda do Estado.

Os conselheiros do BCP deverão ser chamados a votar uma proposta global, que incluirá pelo menos duas operações de reforço de capital.

O investimento do grupo liderado por Guo Guangchang será feito em dois momentos, não muito distantes entre si, tal como já tinha sido noticiado em agosto.

Primeiro, a Fosun irá subscrever um aumento de capital destinado exclusivamente ao investidor chinês, o que lhe garantirá 16,7% do banco – isto à custa da diluição das posições dos atuais acionistas. De seguida, numa nova operação de reforço de solidez deverá aproveitar para reforçar a sua participação até aos 30%.