Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Novo Banco e Mota-Engil podem vender Ascendi na totalidade

  • 333

De fora deste negócio podem ainda ficar alguns ativos da Ascendi. A Mota-Engil estará interessada em manter a sua participação na Lusoponte, a concessionária das duas travessias do Tejo

O Novo Banco e a Mota-Engil estão prestes a vender 100% da holding Ascendi Group, criada em 2010 para a gestão de concessões de infraestruturas de transporte, à sociedade francesa Ardian. Segundo o “Jornal de Negócios” desta terça-feira, as negociações de venda avançaram muito para lá das expectativas iniciais, pois a venda na totalidade não era um cenário inicialmente admitido pelo grupo de António Mota.

A iniciativa de venda partiu, na realidade, do Novo Banco, que herdou do BES a participação de 40% da Ascendi. Este negócio faz parte do plano da instituição bancária para alienar ativos não-estratégicos.

A princípio, estava prevista a venda de entre 20% a 60% da holding. Porém, conta o matutino, os dois parceiros acabaram por admitir outras possibilidades, como a venda de 80%, ficando a Mota-Engil com 20%. Uma venda de 100% da Ascendi ditará a saída dos dois grupos da estrutura acionista.

De fora deste negócio podem ainda ficar alguns ativos da Ascendi. A Mota-Engil estará interessada em manter a sua participação na Lusoponte, a concessionária das duas travessias do Tejo.

A Ardian estará a tentar fechar o negócio até ao final deste mês, de forma a que, tendo em conta as autorizações necessárias, seja possível concluir a venda até ao final do ano.