Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Governo quer intensificar guerra às comissões de praxe

  • 333

Rui Duarte Silva

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior critica o poder das comissões de praxe e pede que se combatam as suas práticas internas nas universidades e politécnicos

Os órgãos de gestão das universidades e politécnicos em Portugal "devem combater as comissões de praxe e a sua prática interna". O mote é lançado pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, na edição desta segunda-feira do "Diário de Notícias", onde deixa clara a orientação do Governo para que se intensifique a censura às praxes e ao poder das comissões que as coordenam.

"Não é aceitável que um presidente de uma associação de estudantes esteja sentado numa tribuna [durante um desfile académico] ao lado de um presidente de uma comissão de praxes", exemplifica Manuel Heitor ao "DN", antes de apelar a que se desmontem as "redes" que incluem alunos que não têm qualquer ligação direta com órgãos representativos legítimos das universidades ou politécnicos.

"Se perguntar a muitos dirigentes de instituições, dizem que não sabem nem os conhecem. Estão transformados, em alguma instituições, em organizações secretas", critica Manuel Heitor em declarações ao "DN". O matutino recorda ainda que está em curso um estudo já encomendado pelo Governo sobre o fenómeno das praxes em Portugal, mas não antecipa que medidas poderão ser tomadas na sequência das conclusões desse trabalho.