Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Só 1,4% dos professores em Portugal têm menos de 30 anos

Nuno Botelho

Há dez anos, existiam mais 42 mil professores no ativo em escolas do Estado

Só existem 451 professores com menos de 30 anos a trabalhar em escolas do Estado, o equivalente a 1,4% do total daqueles que ensinam nas escolas públicas em Portugal, conta o “Público” esta quinta-feira. Por comparação, no setor privado, o número de professores com idades inferiores a 30 anos é três vezes mais elevado – 1413 docentes.

Os cursos superiores de formação de professores estão entre os que têm mais altas taxas de desemprego. De acordo com os dados publicados esta semana pela Direcção-Geral das Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC), no relatório Perfil do Docente relativo ao ano letivo 2014/2015, a taxa de desemprego dos docentes situa-se nos 11,8%. Isto deve-se, principalmente, devido à falta de procura de professores para contratação, aponta o documento.

Segundo o relatório, o nível etário com mais peso entre os professores no ativo é o dos com mais de 50 anos, representando 39,5% do total dos que ensinam nas escolas nacionais. E se somarmos o escalão anterior – dos 40 aos 49 anos -, a percentagem de abrangidos chega aos 77,3%.

Para além do envelhecimento dos professores, os dados da DGEEC mostram ainda que número de docentes não tem parado de diminuir nos últimos anos. O total registado em 2014/2015 é o mais baixo desde o início do século. Numa comparação feita a dez anos, vê-se uma redução de mais de 42 mil professores entre o pré-escolar e os ensinos básico e secundário.