Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Só 1,4% dos professores em Portugal têm menos de 30 anos

  • 333

Nuno Botelho

Há dez anos, existiam mais 42 mil professores no ativo em escolas do Estado

Só existem 451 professores com menos de 30 anos a trabalhar em escolas do Estado, o equivalente a 1,4% do total daqueles que ensinam nas escolas públicas em Portugal, conta o “Público” esta quinta-feira. Por comparação, no setor privado, o número de professores com idades inferiores a 30 anos é três vezes mais elevado – 1413 docentes.

Os cursos superiores de formação de professores estão entre os que têm mais altas taxas de desemprego. De acordo com os dados publicados esta semana pela Direcção-Geral das Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC), no relatório Perfil do Docente relativo ao ano letivo 2014/2015, a taxa de desemprego dos docentes situa-se nos 11,8%. Isto deve-se, principalmente, devido à falta de procura de professores para contratação, aponta o documento.

Segundo o relatório, o nível etário com mais peso entre os professores no ativo é o dos com mais de 50 anos, representando 39,5% do total dos que ensinam nas escolas nacionais. E se somarmos o escalão anterior – dos 40 aos 49 anos -, a percentagem de abrangidos chega aos 77,3%.

Para além do envelhecimento dos professores, os dados da DGEEC mostram ainda que número de docentes não tem parado de diminuir nos últimos anos. O total registado em 2014/2015 é o mais baixo desde o início do século. Numa comparação feita a dez anos, vê-se uma redução de mais de 42 mil professores entre o pré-escolar e os ensinos básico e secundário.