Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Governo vai tentar alargar oferta de manuais escolares a todos os alunos do 1º ciclo

  • 333

Luís Barra

No próximo ano letivo, que começa em setembro, apenas as crianças que entram no primeiro ano escolar – do ensino público ou privado – é que vão ter direito aos manuais escolares gratuitos. Segundo as contas do Governo, esta medida irá custar cerca de três milhões de euros

No ano letivo de 2017/18, o Governo ambiciona oferecer os manuais escolares a tordos os alunos do primeiro ciclo, conta a “Renascença” esta terça-feira. “O Orçamento do Estado ainda não está construído, mas aquilo que poderíamos aspirar era abarcar todo o primeiro ciclo”, assegurou Alexandra Leitão, secretária de Estado Adjunta e da Educação, à rádio.

Para já, no próximo ano letivo, que começa em setembro, apenas as crianças que entram no primeiro ano escolar – público ou privado – é que vão ter direito aos manuais escolares gratuitos. Segundo as contas do Governo, esta medida irá custar cerca de três milhões de euros.

O objetivo do Governo é que essas mesmas crianças, quando passarem para o segundo ano, também tenham os manuais escolares de forma gratuita, disse a Alexandra Leitão à “Renascença”.

Em setembro, as escolas irão entregar aos pais “ou o próprio manual, no caso daquelas que optem por comprar os manuais e distribui-los aos alunos, ou é entregue um ‘voucher’ com indicação da livraria onde deve levantar o livro”, explicou a secretária de Estado. Este processo irá decorrer entre 9 e 15 de setembro.