Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Bruxelas quer fiscais em Lisboa a vigiar as contas públicas

  • 333

© Francois Lenoir / Reuters

A notícia é avançada pelo jornal Sol, na edição deste sábado

Helena Bento

Jornalista

A União Europeia quer fiscais em Lisboa a vigiar a execução orçamental do Governo de António Costa. A notícia é avançada pelo jornal Sol, na edição deste sábado.

Segundo o semanário, “a maioria da Comissão Europeia considera que será suficiente aplicar a Portugal uma medida simbólica ou que o simples facto de se ter aberto um processo por incumprimento do défice de 3% já é punição bastante”. Bruxelas, porém, “não confia nos números do défice para 2016”, e por isso quer ter uma equipa de fiscais europeus em Lisboa a vigiar as contas públicas.

No comunicado divulgado na quinta-feira, a Comissão Europeia concluía que Portugal e Espanha, durante o período 2013-2015, não tomaram medidas eficazes para cumprir as recomendações do Conselho da União Europeia, abrindo porta, pela primeira vez, a um processo que pode, ou não, levar à aplicação de sanções a Portugal. “Portugal não tomou as medidas necessárias em resposta à recomendação do Conselho de 21 de Junho de 2013”, lê-se no documento.

Numa conferência de imprensa no mesmo dia, o vice-presidente da Comissão para o Euro, Valdis Dombrovskis, já deixara clara a intenção da Comissão de acompanhar as autoridades espanholas e portuguesas a fim de corrigir os respetivos défices. “Estamos dispostos a trabalhar em conjunto com as autoridades espanholas e portuguesas a fim de definir a melhor via a seguir. A redução dos elevados níveis de défice e de dívida é um pré-requisito indispensável para um crescimento económico sustentável em ambos os países.”