Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Marcelo paga do seu próprio bolso viagem de Falcon a França

  • 333

JOSÉ COELHO/LUSA

Não estão previstas mais utilizações do Falcon por Marcelo Rebelo de Sousa até ao final do ano. O Presidente estará presente, no próximo domingo, em Paris, para assistir à final do Euro 2016, mas a deslocação será feita em voo comercial

É um adepto fervoroso que nunca se coibiu de comentar as performances da seleção enquanto foi comentador político. Mas na sua última ida a Lyon, para assistir à meia-final entre Portugal e o País de Gales, Marcelo Rebelo de Sousa usou um Falcon da Força Aérea portuguesa para se deslocar e foi alvo de críticas. Segundo o “Correio da Manhã” esta sexta-feira, Marcelo já fez saber que vai pagar do próprio bolso os custos dessa viagem.

Esta informação foi assegurada ao “CM” por fontes da Presidência. O mesmo jornal, na quinta-feira, noticiou que o voo do Falcon entre Bragança e Lyon terá custado cerca de 14 mil euros – 3500 euros por hora. Porém, dado tratar-se de uso por órgãos de soberania, o custo é só relativo ao combustível consumido - cerca de 6 mil euros. A Força Aérea desdramatizou explicando que o trajeto foi feito para treino dos pilotos e que, portanto, na prática não houve custos acrescidos pois teriam sempre que gastar combustível.

Belém justificou a utilização do Falcon devido ao Presidente da República ter estado até à tarde de quarta-feira em Trás-os-Montes, em visitas da iniciativa “Portugal Próximo”. Outro motivo apresentado foi que um voo comercial implicaria outros custos, como dormidas em Lyon, dado que o Presidente não conseguiria regressar no mesmo dia.

O “CM” conta ainda que não estão previstas mais utilizações do Falcon por Marcelo Rebelo de Sousa, até ao final do ano. O Presidente estará presente, no próximo domingo, em Paris, para assistir à final do Euro 2016, mas a deslocação será feita em voo comercial.