Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Hospitais têm €605 milhões em dívidas a fornecedores

  • 333

Desde janeiro que as dívidas em atraso dos hospitais EPE começaram a disparar, de acordo com os dados revelados na segunda-feira pela Direção Geral do Orçamento. No final de 2015, por exemplo, o Hospital Distrital de Santarém necessitava de 523 dias para pagar aos seus fornecedores

De abril para maio, os pagamentos em atraso nos hospitais-empresa (EPE) aumentaram em cerca de 70 milhões de euros. Segundo a Direção Geral do Orçamento (DGO), os hospitais EPE têm, neste momento, 605 milhões de euros em dívidas a fornecedores, conta o “Jornal de Negócios” esta quarta-feira.

O aumento de 70 milhões de euros representa 13% do valor total em atraso e coincidiu com o valor total da dívida mais alto dos últimos 15 meses. Durante o programa de ajustamento, os pagamentos em atraso foram uma das áreas que mais atenção mereceu por parte dos credores internacionais.

Desde janeiro que as dívidas em atraso dos hospitais EPE começaram a disparar, de acordo com os dados revelados na segunda-feira pela Direção Geral do Orçamento. No final de 2015, por exemplo, o Hospital Distrital de Santarém necessitava de 523 dias para pagar aos seus fornecedores. Outros três hospitais precisavam de mais de um ano.