Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Governo quer hospitais a trocar equipamentos para rentabilizar recursos

  • 333

NÃO É SÓ CLICAR. Hospitais públicos estarão entre os principais prevaricadores no que diz respeito a licenciamento de software

TIAGO MIRANDA

O Grupo de Acompanhamento de Hospitais irá acompanhar o desempenho das unidades hospitalares que integram o Serviço Nacional de Saúde

Permitir a circulação de equipamentos e pessoal médico entre hospitais públicos é um dos objetivos do Ministério da Saúde para o futuro. Por isso, foi agora o Grupo de Acompanhamento de Hospitais (GAH) que integram o Serviço Nacional de Saúde (SNS), conta o “Diário de Notícias” esta segunda-feira.

O GAH irá acompanhar o desempenho das unidades hospitalares e rentabilizar os recursos. "Muitas vezes, as instituições não comunicam entre si, mesmo para a partilha de coisas simples. O que se pretende é que este grupo possa identificar oportunidades de partilha e facilite soluções", disse Marta Temido, presidente da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), ao “DN”.

Se atualmente, as instituições já colaboram entre si, este “grupo vai ajudar a que isso aconteça mais e mais depressa", explicou. Este sistema poderá ainda criar contrapartidas para as instituições que façam circular o seu pessoal médico especializado ou equipamento que não estejam a ser utilizados.

De acordo com o despacho publicado em “Diário da República” na semana passada, este grupo será coordenado entre a Administração Central do Sistema de Saúde, as Administrações Regionais de Saúde e as Coordenações da Reforma dos Cuidados de Saúde Primários, Hospitalares e Continuados. Apoiar o desempenho dos hospitais face “às metas definidas e aos recursos disponibilizados pelas entidades tutelares” é o objetivo definido, lê-se.