Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

“Simplex” das multas de trânsito já podia estar a ser utilizado há quatro anos

  • 333

Tiago Miranda

Em março de 2012, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária contratou uma empresa para ajudar a simplificar a linguagem das notificações. Sistema nunca chegou a ser implementado

As infrações de trânsito nem sempre são de fácil leitura. Ou pelo tipo de letra ou pelos termos jurídicos que são utilizados na explicação do auto, admite a própria autoridade. Contudo, este problema já podia estar resolvido há quatro anos, conta o “Público” esta terça-feira.

Em março de 2012, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) contratou a empresa Português Claro para ajudar a simplificar a linguagem das notificações. Ou seja, criar um “simplex” das multas de trânsito.

“Seguiu-se um intenso trabalho de revisão dos modelos de decisão em uso na ANSR”, admite a autoridade ao “Público”. O serviço foi contratado por ajuste direto e custou ao Estado 14.950 euros.

Passados dois meses, o novo sistema de notificações estava pronto. A autoridade chegou até a fazer uma apresentação pública dos novos modelos de notificações, mas nunca chegou a ser implementado.

Segundo o “Público”, houve, na época, uma mudança de direção na Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária e o projeto ficou em banho-maria.