Siga-nos

Perfil

Expresso

Revista de imprensa

Magistrados do Ministério Público queixam-se de uma “gritante falta de quadros”

  • 333

Desde o final de maio, está a decorrer uma petição a pedir um novo curso de formação de procuradores. Em poucas semanas, já foram reunidas cerca de 700 assinaturas

António Ventinhas, presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, vai reunir-se esta terça-feira com Joana Marques Vidal, procuradora-geral da República. “Em cima da mesa vão estar vários problemas cruciais para a vida e o futuro do Ministério Público, desde logo a gritante falta de quadros que existe”, revela em entrevista à Renascença.

Desde o final de maio, está a decorrer uma petição a pedir um novo curso de formação de procuradores. No espaço de poucas semanas já foram reunidas cerca de 700 assinaturas, “o que representa um universo muito sensível do sindicato do Ministério Público e uma grande adesão à causa da abertura de novos cursos de magistrados”, explica António Ventinhas.

Esta petição será entregue mais tarde à ministra da Justiça Francisca Van Dunem. Entretanto, António Ventinhas também já se encontrou com Marcelo Rebelo de Sousa, a quem transmitiu as suas preocupações.

Outro dos temas que certamente será discutido com Joana Marques Vidas será a revisão do mapa judiciário. Para o líder do sindicato, isso não seria uma má opção, não fosse a falta de funcionários. “Está previsto que, nos próximos anos, se reformem cerca de 50 magistrados do Ministério Público e neste momento só estão em formação 20”, disse à Renascença.