Anterior
Grécia atrapalha contas do Euro. Agora no futebol
Seguinte
Adeptos russos agrediram stewards na Polónia
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Desporto  >  Euro 2012  >   Rep. Checa só tinha um Pilar, Rússia construiu a goleada

Rep. Checa só tinha um Pilar, Rússia construiu a goleada

Rússia arrasa Rep. Checa (4-1) com bis de Dzagoev, estrela do CSKA que tem meia Europa atrás. Tão atrás como a defesa dos checos, que ainda reduziram por Pilar mas não travaram a avalanche ofensiva russa.

|
Alan Dzagoev bisou na partida
Alan Dzagoev bisou na partida / Dominic Ebenbichler/Reuters

A Rússia partia com ligeiro favoritismo frente à Rep. Checa mas acabou por ter um domínio avassalador, sobretudo assente em saídas rápidas para o ataque que valeram quatro golos e outras tantas oportunidades de golo. 4-1 foi o resultado final que coloca a equipa de leste no comando do grupo A na primeira jornada, com três pontos

O MINUTO 79'. A Rússia parecia ter o jogo controlado mas o golo de Pilar relançou de novo a Rep. Checa no resultado. E já se sabe, num instante tudo pode mudar. Neste caso, não mudou: Dzagoev bisou num remate sem hipóteses para Cech e aniquilou as esperanças checas

O MOMENTO As substituições de Advocaat. O mais fácil era refrescar a equipa com tração atrás para segurar o resultado; ao invés, trocou unidades com características idênticas na frente, refrescou o ataque e conseguiu não só travar os checos como chegar à goleada

O HERÓI Dzagoev. Por norma, nas grandes competições, são poucos os elementos jovens que são apontados como possíveis surpresas e se confirmam como tal mas este médio de 21 anos conseguiu mesmo mostrar-se: dois golos, outras tantas oportunidades e muito, muito futebol nos pés de uma Rússia que espreita uma surpresa na prova

A ESTRELA Arshavin. Pode até nem ser o melhor jogador desta seleção - pode, mas provavelmente é... - mas sabe mexer no jogo como ninguém, abrindo espaços e assumindo o ritmo da partida. Ele que, curiosamente, 'explodiu' enquanto jogador no Campeonato da Europa... de 2008 

O JOKER Pavlyuchenko. Entrou para refrescar o ataque e não demorou a fazer mossa: teve influência direta no 3-1 que sentenciou o encontro e ainda disparou um míssil que fuzilou Petr Cech. O avançado que joga agora no Lokomotiv de Moscovo tem características pouco usuais nos avançados e mostrou uma delas: para se destacar não precisa de tempo para aquecer ou adaptar-se; basta apenas... jogar 

O VILÃO Kerzakhov. Ok, não esteve globalmente mal. E aceita-se a ideia que teve a sua contribuição para os 15 minutos diabólicos da Rússia que levaram ao parcial 2-0. Mas estamos no Euro, a maior competição de seleções no Velho Continente - e aí não se podem desperdiçar tantas oportunidades de golo com remates desenquadrados da baliza. Mas atenção: Denisov e a defesa checa também podiam estar aqui...

O SEGREDO As transições ofensivas. Ou saídas rápidas para o ataque. Ou contra-ataque. Ou contra golpe. Qualquer que sejam os termos utilizados para o fenómeno, uma coisa é certa: a Rússia tem elementos acima da média do meio-campo para a frente que, em três/quatro toques, conseguem criar oportunidades de golo, sobretudo em diagonais

O ERRO As compensações mal feitas e os posicionamentos incorretos da Rep. Checa em situações defensivas. Porque, a atacar, tem até um futebol agradável (de ver e de jogar). O pior é mesmo o resto: juntando a lentidão dos centrais, a inexperiência dos laterais e a passividade dos médios, a mistura só poderia ser a ideal para os russos explodirem e aproveitarem as autênticas avenidas entrelinhas para acelerarem a fundo

O NÚMERO 7. A Rússia joga com a camisola vermelha mas se preferisse o azul ninguém estranhava. Pelo menos, o azul do Zenit, equipa que forma a base do onze inicial de Advocaat com sete jogadores, do guarda-redes (Malafeev) ao ponta-de-lança (Kerzhakov)

O ACONTECIMENTO Gebre Selassie - não confundir com o maratonista etíope, apesar de também ser um papa quilómetros - tornou-se o primeiro negro a jogar pela Rep. Checa, agora em fases finais do Euro. Curiosamente, o jogador tem família da Etiópia mas só foi lá uma vez. E quando é vítima de ataques racistas, tem a resposta na ponta da língua: "Há um negro a mandar no país mais poderoso do mundo e discutem a minha presença na seleção da Rep. Checa?"

O AMANHÃ Perspetivas diferentes para as seleções. Vá, são mesmo opostas - a Rep. Checa está obrigada a ganhar à Grécia para aspirar ainda aos 'quartos'; a Rússia tem pressão zero contra a anfitriã Polónia e até o empate pode colocar os comandados de Advocaat em posição privilegiada de passarem no primeiro lugar do grupo A 

FICHA DE JOGO Estádio Municipal de Wroclaw. Árbitro: Howard Webb (Inglaterra). Rússia: Malafeev; Anyukov, Ignashevich, Berezutski, Zhirkov; Denisov, Shirokov, Zyryanov; Dzagoev (Kokorin, 85'), Arshavin e Kerzhakov (Pavlyuchenko, 73'). Treinador: Dick Advocaat. Rep. Checa: Petr Cech; Gebre Selassie, Kadlec, Hubnik, Sivok: Rezek (Hubschman, 46'), Pilar, Plasil, Jiracek (Petrzela, 76'); Rosicky e Baros (Lafata, 86'). Treinador: Michal Bilek. Golos: 1-0, Dzagoev (15'); 2-0, Shirokov (24'); 2-1, Pilar (52'); 3-1, Dzagoev (79'); 4-1, Pavlyuchenko (82') 


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 2 Comentar
ordenar por:
mais votados
Euro 2012 = Holocausto Animal
Dezenas de milhares de cães e gatos foram mortos a tiro (sem ser certeiro), envenenados, queimados vivos, etc., na Ucrânia para que as ruas ficassem 'limpas' aquando do Europeu de 2012.

As autoridades europeias e as instituições de futebol - UEFA, FIFA, FPF e demais - têm conhecimento disto mas ninguém quer saber...

Os meios de comunicação social 'mainstream' não dão grande cobertura mediática a este holocausto animal porque eles pertencem à 'elite' que controla tudo, inclusivamente o futebol!

Eu sou um activista dos direitos dos animais e isto já se sabe há algum tempo entre nós, mas infelizmente os meios de comunicação social 'mainstream' - porque não lhes convém - resolveram não dar a cobertura mediática que esta situação merecia!

Se querem provas os seguintes links podem ajudar:
- www.thesun.co.uk/sol/homepage/news/3968312/Dogs-slaughtered-for-Euro-2012-in-Ukrain e.html
- www.people.co.uk/news/uk-world-news/2012/04/29/ukraine-caught-out-again-over-euro-2 012-dog-slaughter-102039-23840991/
- www.memefest.org/en/openblog/2011/11/stop-the-killing-of-dogs-and-cats-for-the-euro pean-football-championship/
- ipowerproject.com/forum/topics/animal-cruelty-in-the-name-of-the-uefa-european-foot ball
- www.piaberrend.org/ukraine-mass-killings-of-strays-are-intensified-in-order-to-show -the-world-a-clean-country-at-eu/
- www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=UpCHIf3ouNE#
Euro 2012 = Holocausto Animal (2)
A questão que se coloca agora é: vão compactuar com isto ou vão ter a coragem de boicotar o Europeu!?

O que que aconteceu e está a acontecer não é mais do que um holocausto animal e ninguém tem a coragem de fazer o que quer que seja para o parar!

Assim sendo, a escolha fica ao nosso critério - ou enterramos a cabeça na areia e fingimos que nada se passou ou boicotamos tudo o que tenha a ver com o Europeu.

Curiosamente, não vejo os jogadores protestarem contra esta situação - isso diz muito sobre eles!
Muitos deles têm cães (de raça que é mais chique!) e dizem que gostam muito deles! Acho que eles não iriam permitir que os seus animais fossem torturados até à morte - então, por que razão deixam eles que os cães e gatos na Ucrânia estejam a ser dizimados!? É por serem 'vadios'? Será que eles não têm direito à vida tal como os animais dos jogadores!?

Que mundo este! Hipocrisia, crueldade, ganância, estupidez, arrogância, enfim poderia continuar indefinidamente...
E os humanos ainda se julgam a espécie superior e a mais inteligente!?
Está bem está...

Vão lá ver a ‘bola’, bebam umas cervejolas e continuem indiferentes ao massacre animal que se passou na Ucrânia!
Entretenham-se com a ‘bola’ e mantenham-se distraídos enquanto a ‘elite’ nos rouba à descarada e nos tira todos os direitos e liberdades! ...
Comentários 2 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub