17 de abril de 2014 às 22:24
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Rehn associa de 'eurobonds' a maior supervisão fiscal

Rehn associa de 'eurobonds' a maior supervisão fiscal

"Para mim é claro que qualquer tipo de 'eurobonds' tem de ser associado a uma supervisão e coordenação fiscais claramente mais fortes", afirmou o comissário europeu dos assuntos financeiros.
Lusa
A comissão Europeia pretende apresentar na quarta-feira, em Bruxelas, propostas para a introdução de 'eurobonds' AP/Vanden Wijngaert A comissão Europeia pretende apresentar na quarta-feira, em Bruxelas, propostas para a introdução de 'eurobonds'
O comissário europeu dos assuntos financeiros, Olli Rehn, propôs hoje que se associe a emissão de títulos conjuntos da dívida pública de países da zona euro com uma maior supervisão fiscal, num discurso pronunciado em Berlim.

"A perspetiva de criação de títulos de estabilidade podia ajudar a superar a crise, mas também conheço a forte resistência contra este instrumento", disse Rehn na conferência anual da Confederação dos Empresários Alemães (BDA), aludindo à recusa da chanceler Angela Merkel em aceitar 'eurobonds'.

"Para mim é claro que qualquer tipo de 'eurobonds' tem de ser associado a uma supervisão e coordenação fiscais claramente mais fortes", acrescentou o comissário europeu.

Uma tal supervisão teria consequências, no entanto, para a soberania dos Estados da zona euro, "e por isso é necessário que estes a debatam profundamente", advertiu Rehn.

"Próximos passos são uma questão de bom senso"


O político finlandês disse ainda que, na atual conjuntura crítica, a União Europeia e a zona euro têm duas opções, "enveredar pelo populismo e arriscar-se a perder tudo aquilo que conquistou no combate à crise, e muito do que obteve com a integração europeia, ou trabalhar em conjunto e tomar decisões responsáveis para dominar as turbulências dos mercados e reforçar a governação económica".

"Os próximos passos, que serão tão necessários como profundos, para a integração europeia não são apenas uma questão sentimental, são uma questão de bom senso", disse ainda Rehn.

A comissão Europeia pretende apresentar na quarta-feira, em Bruxelas, propostas para a introdução de 'eurobonds', como solução para resolver a crise das dívidas soberanas.

O comissário para os assuntos financeiros adiantou que se trata de um pacote de propostas para complementar as recentes iniciativas sobre supervisão fiscal, e avançar para uma união económica.
Comentários 0 Comentar
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub