6
Anterior
Autarca em estado crítico devido a banda gástrica
Seguinte
Falta de meios na Polícia favorece privatização
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Quadro de Picasso à venda por 60 milhões

Quadro de Picasso à venda por 60 milhões

Leiloeira Christie's tem três meses para encontrar um comprador britânico para "Menina com Pomba". Mas o quadro de Pablo Picasso. pode deixar o Reino Unido.
|
"Menina com pomba" foi pintado em 1901

Pablo Picasso pintou "Menina com Pomba" em 1901, quadro que representa uma menina a segurar uma pomba e ao lado uma bola tricolor. Foi uma das primeiras obras de Pablo Picasso, que a pintou quando tinha apenas 19 anos. Está agora à venda por 60 milhões de euros.

O quadro não vai sequer a leilão. A leiloeira Christie's é responsável por encontrar um comprador e já afirmou que há um interessado estrangeiro. O quadro pertence atualmente a uma família aristocrática, Aberconway , que resolveu pôr a obra de arte à venda sem explicar o motivo.

A obra está exposta ao público no Reino Unido desde 1970 e, agora, teme-se que possa deixar o país. A casa de leilões tem um prazo de três meses para encontrar um comprador nacional. Se até lá isso não acontecer, qualquer interessado, mesmo estrangeiro e disposto a pagar tão avultada soma, poderá adquirir o quadro.

"Menina com pomba" continua a ser uma das obras de Picasso expostas na Tate Britain, em Londres. Não se sabe é por mais quanto tempo.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 6 Comentar
ordenar por:
mais votados
60 Milhões?-E há tantos artistas que não vendem!!!
Há muito que se confunde arte com negócio.

Nem a indemnização de Villas-Boas chega para comprar o quadro...

Um absurdo saboroso para os actuais donos...
...
Fantástica a mensagem deste quadro ... a paz e o carinho na mão de uma criança ... uma pomba linda branca ...

Há sempre um comprador à espreita ... para adquirir este simples colorido expressivo e maravilhoso quadro ...
Quem conhece esta Artista?
http://www.google.pt/sear... v&sa=X&ei=CddUT_jcM6mp0QWGi-TgCw&sqi=2&ved=0CCIQsAQ&biw=1366&bih=651
National Gallery.
Salvo mudança recente, o quadro referido encontra-se exposto na National Gallery, e não na Tate Britain, tanto quanto sei. Julgo que o texto da notícia estará errado.
O preço pedido pelo quadro....
O preço pedido pelo quadro de Pablo Picasso é obsceno. Trata-se de uma obra da adolescência do pintor. Paga-se não a obra, mas a fama do artista. Portanto, não se trata aqui da qualidade intrínseca da pintura, antes o seu valor comercial e gente que necessita de dinheiro. Reconheça-se, que a situação não é nova, nem surpreendente. Aliás, Picasso foi talvez o primeiro pintor a melhor utilizar as armas modernas de auto-promoção. Homem astuto, conseguiu manter-se neutral, face às tragédias dos dois conflitos mundiais e à própria guerra civil espanhola. A sua ambiguidade transparece na própria atitude artística: há muito consagrado e plenamente dentro dos circuitos comerciais da rica sociedade consumista ocidental, continuou a cultivar uma atitude retrógada de boémio iconoclasta de alguma pseudo-marginalidade dos anos vinte do século passado. Correspondia dessa maneira à imagem imaginada de um público cada vez mais fascinado por celebridades. Picasso, cujo talento e espírito inovador eram indiscutíveis, constituiu uma espécie de figura de Hollywood da cena artística parisiense. Um ícone da moda, como Yves Saint-Laurent ou Chanel. Nada a criticar, mera constatação. Agora, nem todas as obras criadas por esse andaluz valem os preços atribuídos... e 60 milhões peor aquela "menina e a pomba"...só se tivesse na minha posse para receber esse dinheiro...dá sempre jeito...(manuellisboa.blogspot.com).
Re: O preço pedido pelo quadro....
Comentários 6 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub