Anterior
Banco de Portugal vai reduzir 10% nas remunerações dos administradores
Seguinte
Função Pública: sindicatos concentram-se frente à residência oficial ...
Página Inicial   >  Economia  >   Presidente do Eurogrupo elogia consolidação orçamental portuguesa

Presidente do Eurogrupo elogia consolidação orçamental portuguesa

"Portugal faz esforços enormes, notáveis e admiro muito a coragem do Governo português para impor as reformas que está a impor", disse Jean Claude Juncker. (Veja o vídeo SIC no fim do texto)
Lusa |
«Apesar de os mercados continuarem voláteis, os últimos desenvolvimentos são encorajadores», disse Juncker
«Apesar de os mercados continuarem voláteis, os últimos desenvolvimentos são encorajadores», disse Juncker / Francois Lenoir/Reuters

O presidente do Eurogrupo, Jean Claude Juncker, elogiou hoje em Bruxelas as medidas de consolidação orçamental tomadas por Portugal e Espanha, que permitiram diminuir o risco em investir na dívida soberana dos dois países.

"Portugal faz esforços enormes, notáveis e admiro muito a coragem do Governo português para impor as reformas que está a impor", declarou Juncker, em conferência de imprensa, no final de uma reunião dos ministros das Finanças da Zona Euro.

O presidente do Eurogrupo considerou que as medidas tomadas até agora "funcionam, em particular as tomadas em Portugal e Espanha", que "parecem ter sido muito úteis, nomeadamente para reduzir o 'spread' soberano", ou seja, o risco em investir na dívida destes países.

Desenvolvimentos encorajadores


"Apesar de os mercados continuarem voláteis, os últimos desenvolvimentos são encorajadores", disse Juncker.

O presidente do Eurogrupo sublinhou que "claro que as medidas de consolidação orçamental devem ser complementadas por reformas estruturais consequentes".

O ministro das Finanças português, Teixeira dos Santos, participou na reunião do Eurogrupo, mas saiu antes de ela terminar, para voltar a integrar a comitiva do primeiro ministro, José Sócrates, que visita os Emiratos Árabes Unidos.

Teixeira dos Santos interrompeu a visita aos Emiratos Árabes Unidos para participar numa reunião dos 17 ministros das Finanças da Zona Euro, mas não fica na capital da Bélgica para o encontro alargado aos 27 da União Europeia (Ecofin), na terça-feira.

O reforço da capacidade de financiamento efetiva do Fundo de Resgate Europeu aos países da Zona Euro com dificuldades para financiar a sua dívida soberana foi discutido pelos ministros das Finanças da Zona Euro.  
 




Opinião


Multimédia

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 40 Comentar
ordenar por:
mais votados
São "favores" encomendados,estas declarações
Estas declarações,em cima das eleições presidenciais,são encomendadas por Sócrates.Querem fazer dos Portugueses parvos,mas infelizmente a "consolidação" que eles sentem é a falta de dinheiro nos bolsos e para o pão, todos os dias.
Re: São
Re: São
Quanto custam as entevistas ao Financial Times ?
Re: Quanto custam as entevistas ao Financial Times
Pavlov
Em cima das eleições,não há coincidências!
Re: Em cima das eleições,não há coincidências!
Re: Pavlov
Voar
Re: Voar
Re: Voar
Re: Voar
Re: São
Re: CURIOSO
Anti-político
Como já afirmei que esta democracia tendencialmente corrupta só tem um objectivo, o de continuar a servir os seus interesses particulares, mas não deixa de ser oportuno estas declarações de certos agiotas.
Pobre povo que sofre por sua culpa?
Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Estas declarações devem fazer comichão a muita gente em Portugal, porque sarna para coçar não falta por aí. Portugal teve o azar de ter sido apanhado por esta crise Mundial, precisamente na altura que tinha à sua frente um homem reformador e modernizador. Não sendo um adepto fervoroso da politica e de qualquer partido, pergunto como estaria este País sem ele. Como diz Joe Berardo; Sócrates tentou fazer algo por este País, mas não lhe deixaram. Já Basílio Horta refere que nunca um Primeiro Ministro foi tão atacado. Sempre quero ver o que vai acontecer depois dele.
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
Re: Presidente do Eurogrupo elogia consolidação
o reconhecimento
Na passada 4ª feira o governo português e no seu conjunto Portugal, deram uma vitória à Europa, que foi de imediato reconhecida pela generalidade da imprensa estrangeira.
Portugal não vai baixar os braços e vai conseguir ultrapassar este momento menos bom; ao contrário do que se escreve os portugueses já estão mentalizados para tal.
O actual executivo, vai continuar, e bem!, a fazer o que lhe compete, GOVERNAR!
Aqui na caixa de comentários do Expresso
Vejo muitos "bravos do pelotão" talvez possamos constituir um novo movimento de Abril com todos estes corajosos democratas, ou não?

http://oanaogigante.blogs...
Re: Aqui na caixa de comentários do Expresso
Euro quê?
O verdadeiro amigo chega quando é preciso.
Epa!
Com uma notícia destas não sei se passo a confiar no governo ou a desconfiar de Bruxelas. É claro que o medo é de contágio a Espanha que representa 12% da economia europeia (cerca de 4 vezes a portuguesa). Para aí não há FMI que chegue...
Depois de comer
Isto de dar entrevistas depois de um alto almoço é o que dá.
Só acreditamos nom que cremos acreditar

"Portugal faz esforços enormes, notáveis e admiro muito a coragem do Governo português para impor as reformas que está a impor", declarou Juncker.

Se este senhor dissesse que o Governo Português é preguiçoso, não faz os trabalhos de casa, muitos dos comentadores batiam palmas.

É normal ! Viva a Democracia

Comentários 40 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub