Siga-nos

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Marisa: entre o sonho da 2ª volta e a festa do “grande resultado”

  • 333

Rui Duarte Silva

Um silêncio tomou conta da sala quando as três televisões, às oito da noite, mostraram a quase garantida vitória definitiva de Marcelo neste domingo. Este cenário arrefece os ânimos entre os apoiantes de Marisa Matias, que rejubilam com o “grande resultado” da eurodeputada, a “terceira maior” força nesta eleição

De sensações distantes se faz o ambiente na noite eleitoral de Marisa Matias, no Salão Jardim, no Coliseu do Porto.

Por um lado, os apoiantes da eurodeputada do Bloco saúdam efusivamente o resultado de Marisa. "Será seguramente o melhor resultado em qualquer eleição presidencial de um candidato desta área política", afirmou José Gusmão, da Mesa Nacional do BE, na primeira reação após a divulgação das sondagens dos resultados pelas televisões.

Gusmão saudou o "grande resultado" de Marisa (uma certeza das várias previsões), "a candidata que mais espaço político conquistou", disse. "Se houve milhares que foram votar hoje, é porque Marisa Matias credibilizou a campanha", afirmou Gusmão.

Por outro lado, nem só de festa se faz a noite eleitoral de Marisa, com o cenário de vitória de Marcelo Rebelo de Sousa já neste domingo. Se as previsões das televisões que apontam para isso foram recebidas com silêncio, quando abordou esse cenário, José Gusmão puxou pela pequena parte de um copo que está praticamente vazio: "Os resultados não permitem saber se haverá uma segunda volta", disse, a tentar transmitir ainda alguma esperanças aos apoiantes presentes na sala".

A segunda volta era precisamente um dos "principais objetivos" da campanha de Marisa Matias, reconheceu Gusmão.

Uma candidata, afinal, de primeira

Num ponto, o porta-voz de Marisa tem toda a certeza: ela é a "terceira maior candidatura".

Um resultado eleitoral que para José Gusmão tem uma "implicação muito importante para a democracia". Ao longo da campanha, responsáveis da candidatura nunca esconderam a insatisfação pelo tratamento dos meios de comunicação social, por acharem que Marisa Matias era discriminada face a Marcelo Rebelo de Sousa, Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém.

José Gusmão disse "como é enganador e até perigoso definir-se no princípio dos processos eleitorais quais serão os candidatos de primeira e de segunda".