Siga-nos

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Marcelo espera “participação muito significativa” e abstenção menor do que em 2011

  • 333

Octávio Passos/EPA

Marcelo Rebelo de Sousa votou ao final da manhã em Molares, Celorico de Basto, e disse esperar que a abstenção baixe dos 53% registados nas últimas presidenciais

O candidato presidencial Marcelo Rebelo de Sousa espera que haja hoje “uma taxa de participação muito significativa” dos portugueses nas eleições e que a abstenção baixe dos 53% das últimas presidenciais, mostrando-se “serenamente confiante”.

“Espero que a abstenção baixe, nomeadamente em relação à última, que foi uma reeleição e normalmente nas reeleições a abstenção é sempre maior que numa primeira eleição. Espero que baixe dos 53% que teve na última reeleição e que fique próximo ou não muito distante da votação que houve nas últimas legislativas”, disse Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas.

O candidato votou em Molares, Celorico de Basto, onde teve a surpresa da presença do filho Nuno, que veio do Brasil para estar com o pai no dia das eleições.

Marcelo Rebelo de Sousa disse-se “esperançado que haja uma taxa de participação muito significativa” e afirmou ainda que “o dia é bom e está lindo”, não havendo por isso “razão para os portugueses não votarem”.

“Estou serenamente confiante, nem com grandes euforias, nem com grandes preocupações”, afirmou, escusando-se a responder a questões sobre uma eventual segunda volta porque isso “já está nos limites daquilo que se pode dizer”.

Sobre o facto da afluência às urnas ser, às 13:00, superior às eleições presidenciais de 2011, Marcelo disse: “Isso é boa notícia. Vem confirmar a minha teoria de que em eleições há uma percentagem de participação superior a reeleições e podemos ficar aquém dos 50%. Era bom”.