Siga-nos

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais: Campanha oficial arranca com candidatos maioritariamente a norte

  • 333

MIGUEL PEREIRA DA SILVA / LUSA

A campanha eleitoral para as eleições presidenciais que se disputam a 24 de janeiro arranca este domingo, com a maioria dos candidatos a realizarem ações no norte do país. Marisa Matias é a única que não arranca a campanha eleitoral no continente, tendo escolhido a Madeira

Arranca este domingo a campanha para as eleições presidenciais que se disputa a 24 de janeiro entre dez candidatos. Esta é a segunda vez na história destas eleições que duas mulheres constam do boletim de voto - Maria de Belém Roseira e Marisa Matias. Este sufrágio é também o que terá o boletim de voto mais longo, quebrando o 'recorde' de seis candidatos registado nas eleições de 2006: Henrique Neto, António Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva, Marisa Matias, Maria de Belém Roseira, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo de Morais serão, por esta ordem, os nomes em quem os portugueses poderão votar.

Este domingo, os dois candidatos que estarão mais a norte serão Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo de Morais. O antigo dirigente do PSD começa o dia às 10h, em Vila Real, onde terá um contacto com a população, seguido de uma visita à Feira Gastronómica do Porco de Boticas. De tarde, Marcelo Rebelo de Sousa visita centros juvenis em Chaves e Mirandela, terminando o primeiro dia de campanha com uma sessão pública em Mirandela, pelas 17h30. Já Paulo de Morais estará em contacto com a população em Viana do Castelo, ao final da manhã.

Pelo distrito de Braga andará Jorge Sequeira. O candidato participa numa sessão de apresentação da sua candidatura no Paço dos Duques, em Guimarães, ao final da tarde.
O distrito do Porto recebe os candidatos Cândido Ferreira e Edgar Silva. Cândido Ferreira inicia a sua campanha com uma visita, pelas 11:00, ao Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos. Já o candidato apoiado pelo PCP e pelo PEV participa num comício no Palácio de Cristal, no Porto, durante a tarde.

O candidato Vitorino Silva arranca a sua campanha eleitoral para Presidente da República a bordo de uma traineira, em Aveiro, encontrando-se depois com pescadores amadores.

O antigo reitor da Universidade de Lisboa, António Sampaio da Nóvoa, visita os distritos da Guarda e Viseu. Em Seia fará um almoço/comício, seguindo depois para a Guarda onde se encontra com apoiantes. De tarde, fará novo encontro com apoiantes em Mangualde, terminando a inauguração da campanha em Viseu, com novo comício ao jantar.

Na região do Ribatejo, Maria de Belém está de visita a Alpiarça e Almeirim. Em Alpiarça visita a Fundação José Relvas, seguindo-se um almoço com autarcas e personalidades do distrito.
Já em Almeirim, fará uma sessão de apresentação da sua candidatura no cineteatro da cidade, rumando depois a Setúbal para uma visita à Misericórdia local.

A única aspirante a Belém a não arrancar a campanha eleitoral oficial no continente é Marisa Matias. A candidata apoiada pelo Bloco de Esquerda, juntamente com o seu mandatário nacional, António Capelo, reúnem-se com o presidente da Câmara Municipal do Funchal. Ainda no Funchal, Marisa Matias participa num almoço/convívio, onde também marca presença a porta-voz do partido, Catarina Matias.

O candidato Henrique Neto não tem nenhuma ação de campanha prevista, constando apenas na sua agenda uma entrevista televisiva.

Os dez candidatos presidenciais estimam gastar, no total, 3,3 milhões de euros na campanha para estas eleições, que termina a 22 de janeiro. Os portugueses são chamados às urnas para escolher o próximo Presidente da República no dia 24 de janeiro.

À data de referência de 31 de dezembro, existia um total de 9.741.792 eleitores inscritos nos cadernos eleitorais, segundo a Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI).
Nas últimas presidenciais, que decorreram em janeiro de 2011, a abstenção alcançou um novo recorde com 53,37 por cento dos eleitores a não votarem.