Siga-nos

Perfil

Prémio Pessoa

Prémio Pessoa

Laureado Prémio Pessoa 2013 - Maria Manuel Mota

Maria Manuel Mota, cientista de 42 anos, vê o seu trabalho distinguido com a atribuição do Prémio Pessoa 2013, que chega neste ano à 27ª edição.

Paulo Paixão

A investigadora do Instituto de Medicina Molecular (Lisboa) é a vencedora do Prémio Pessoa 2013. A decisão foi hoje anunciada ao final da manhã no Palácio de Seteais, em Sintra, pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão. Maria Manuel Mota, 42 anos, é uma das maiores autoridades mundiais no estudo da malária. Torna-se no mais jovem vencedor do Prémio Pessoa, uma iniciativa conjunta do Expresso e da Caixa Geral de Depósitos.

Na fundamentação da decisão, o júri lembrou que a malária é hoje "uma das causas principais de mortalidade a nível mundial", salientando que o trabalho liderado por Maria Manuel Mota "tem desenvolvido investigação fundamental com vista a esclarecer os mecanismos pelos quais o parasita se desenvolve no hospedeiro humano."

Francisco Pinto Balsemão sublinhou que "a compreensão dos processos" estudados pela vencedora do Prémio Pessoa 2013 " é indispensável para o desenvolvimento de estratégias de tratamento e prevenção" da malária , "nomeadamente através da vacinação." Neste ponto o presidente do júri destacou que o trabalho do grupo "recebeu recentemente um financiamento significativo da Fundação Bill & Melinda Gates."

Para a escolha do Prémio Pessoa 2013 pesou também "a produtividade cientifica" de Maria Manuel Mota, que Balsemão considerou de "excecional qualidade". Só neste ano foram publicados dez artigos em prestigiadas revistas da especialidade.

Outra faceta de Maria Manuel Mota foi também destacada pelo júri: "O seu empenhamento entusiástico no que se pode chamar cidadania da ciência". Maria Manuel Mota é fundadora e presidente da Associação Viver a Ciência, que tem "como objetivo encorajar a filantropia em Portugal".

A investigadora nasceu no Porto em abril de 1971, cidade em cuja universidade se licenciou em Biologia. Fez depois um mestrado em Imunologia e doutorou-se em Parasitologia Molecular, na University College of London. Mais tarde fez pós-doutoramento no New York Medical Center.

Regressada a Portugal foi investigadora principal no Instituto Gulbenkian da Ciência. Desde 2005 é investigadora principal do Instituto de Medicina Molecular, onde dirige a investigação da malária, e professora da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

O Prémio Pessoa tem um valor de 60 mil euros e visa destacar personalidades da Cultura, Artes ou Ciência cuja obra tenha obtido destaque no panorama nacional. O júri desta edição foi constituído por Francisco Pinto Balsemão (presidente), Faria de Oliveira (vice-presidente), António Barreto, Diogo Lucena, Eduardo Souto Moura, João Lobo Antunes, José Luis Porfírio, Maria de Sousa, Mário Soares, Rui Magalhães Baião, Rui Vieira Nery e Viriato Soromenho Marques.

Mário Soares, Francisco Pinto Balsemão e Maria de Sousa
1 / 6

Mário Soares, Francisco Pinto Balsemão e Maria de Sousa

Viriato Soromenho
2 / 6

Viriato Soromenho

Francisco Pinto Balsemão, Mário Soares e Maria de Sousa
3 / 6

Francisco Pinto Balsemão, Mário Soares e Maria de Sousa

rancisco Pinto Balsemão, Mário Soares e Maria de Sousa
4 / 6

rancisco Pinto Balsemão, Mário Soares e Maria de Sousa

Rui Vieira Nery, Rui Magalhães Baião, Maria de Sousa, Mário Soares, Francisco Pinto Balsemão, Eduardo Souto Moura,José Luís Porfírio, Viriato Soromenho Marques e Diogo Lucena
5 / 6

Rui Vieira Nery, Rui Magalhães Baião, Maria de Sousa, Mário Soares, Francisco Pinto Balsemão, Eduardo Souto Moura,José Luís Porfírio, Viriato Soromenho Marques e Diogo Lucena

O júri anunciou a vencedora do Prémio Pessoa 2013 no Palácio de Seteais, em Sintra
6 / 6

O júri anunciou a vencedora do Prémio Pessoa 2013 no Palácio de Seteais, em Sintra