20
Anterior
'Cérebros' mantêm-se em Portugal
Seguinte
Ministro da Defesa desafia bispo das Forças Armadas
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >  Possível "ponto de viragem" na Síria

Possível "ponto de viragem" na Síria

Rebeldes anunciam "batalha pela libertação de Damasco" e o Presidente Bashar al-Assad já reforçou o contingente de tropas na zona de conflito. A comunidade internacional está atenta.
com Lusa |
No fim do encontro com o Presidente russo em Moscovo, Kofi Annan disse acreditar que o Conselho de Segurança da ONU vai saber elaborar uma resolução com fórmulas aceitáveis para todos sobre o conflito
No fim do encontro com o Presidente russo em Moscovo, Kofi Annan disse acreditar que o Conselho de Segurança da ONU vai saber elaborar uma resolução com fórmulas aceitáveis para todos sobre o conflito /  Sergei Karpukhin/REUTERS
Rebeldes sírios revelam “estratégia para conduzir o país a um estado de desobediência civil”
Rebeldes sírios revelam “estratégia para conduzir o país a um estado de desobediência civil” / Shaam/REUTERS

O Exército Sírio Livre (ESL) intensificou hoje os ataques à capital síria, assegurando que só irá parar depois de conquistar totalmente Damasco. Muitos acreditam ser este um "ponto de viragem" no conflito na Síria, iniciado em março de 2011.

Em resposta, O Presidente Bashar al-Assad terá deslocado as suas tropas anteriormente fixadas nos Montes Golã, fronteira entre a Síria e Israel, para as zonas de conflito com os rebeldes, segundo relata o general Aviv Kochavi, chefe dos serviços de informações do Exército israelita.

"A vitória está próxima", assegura em comunicado o coronel Kassem Saadeddine, porta-voz do comando conjunto do ESL.

No comunicado, o Exército Sírio Livre ameaça dirigir ataques contra civis e militares do regime de Bashar al-Assad que "não tenham as mãos sujas de sangue", se estes não desertarem até ao final do mês, garantindo a sua segurança, caso se juntem aos opositores.

O plano dos rebeldes passa por uma "estratégia para conduzir o país a um estado de desobediência civil".

Kofi Annan pede "um sinal claro sobre a inadmissibilidade da violência"


A comunidade internacional está atenta e preocupada como conflito sírio. Kofi Annan, enviado da ONU e da Liga Árabe para a Síria, encontrou-se hoje com o Presidente russo Vladimir Putin.

No final do encontro, Annan disse acreditar que o Conselho de Segurança da ONU vai saber elaborar uma resolução com fórmulas aceitáveis para todos sobre o conflito e apelou àquele organismo que "envie um sinal claro sobre a inadmissibilidade da violência".

Israel alerta para "iraquização" da Síria


Apesar da Síria continuar formalmente em guerra com Israel, que em 1967 ocupou parte dos Montes Golã , o general israelita Aviv Kochavi considera que "ele [Bashar al-Assad] neste momento não tem medo de Israel, quer sobretudo aumentar a suas forças em volta de Damasco".

No atual contexto de conflito interno, "a probabilidade de um conflito entre Israel e a Síria, como último recurso de Bashar al-Assad, é baixa", considera o general. Aviv Kochavi adverte, no entanto, que o "islamismo radical" está a ganhar terreno na Síria e que o país está a sofrer um processo de "iraquização", com fações tribais a controlarem diferentes zonas do país.

"Podemos observar um fluxo contínuo de militantes da Al-Qaeda e 'jihadistas' para a Síria", diz o militar israelita.

Bashar al-Assad "não vai sobreviver à revolta"


Com o enfraquecimento do regime de Assad, "os Montes Golã podem tornar-se uma arena de atividade anti-israelita, semelhante à situação no Sinai, devido ao crescente movimento 'jihadista' na Síria", insiste o chefe dos serviços de informações do Exército israelita.

Aviv Kochavi considera que o Presidente sírio "não vai sobreviver à revolta" e que "o Hezbollah e o Irão estão a preparar o dia em que Assad cair".

O general conclui que Israel está a acompanhar de perto a "possibilidade de armamento avançado e não convencional ir parar a grupos terroristas".

Bagdad pede aos iraquianos que abandonem a Síria


Também o regime iraquiano está atento aos avanços na Síria e pediu hoje aos seus cidadãos residentes naquele país, na sua maioria refugiados do conflito no Iraque, para regressarem devido aos "crescentes ataques" de que são alvo.

O apelo foi feito um dia depois da entrega, num posto na fronteira entre os dois países, dos cadáveres de dois jornalistas iraquianos que foram esfaqueados e alvejados a tiro em Damasco.

Para o Exército Sírio Livre, são alvos legítimos "os membros do Partido do Demónio [uma referência ao grupo xiita libanês Hezbollah], os membros da guarda revolucionária do Irão e as organizações palestinianas pró-Assad".

No mês passado, o vice-chefe do Estado-Maior General israelita, major Yair Naveh, afirmou que a Síria "tem o maior arsenal de armas químicas do mundo".


Opinião


Multimédia

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.


Comentários 20 Comentar
ordenar por:
mais votados
Nao acredito!
Será na Síria q começará o fim do regime teocratico do Irao. Bashar e os xiitas, em geral, e os alauitas, em particular têm tudo a perder caso a maioria sunita tome conta do poder. Nao acredito q Damasco venha a cair pois o Irao tudo fará p q tal nunca venha a aconteçer. O Irao tem muito a perder e sabe q qualquer revés terá inclusivamente consequências no interior do seu país. Caindo Bashar, cai Nasrallah e consequentemente
  o Hamas perde os seus principais apoiantes. Nos próximos dias irems ser bombardeados com imagens horrendas de massacres múltiplos. Os rebeldes pouco ou nada podem fazer a nao ser irem desgastando o poder instalado. Na eventualidade, muito remota, d Bashar cair é então muito provável q acontecimentos de final imprevisivel tenham lugar. A primeira consequência poderá ser a secessão do noroeste da Síria, zona tradicionalmente alauita. Este estão irremediavelmente unidos á ditadura do partido Bas. Esta opcao mergulhará a Siria numa guerra termenda. Outra consequência será o precipitar do bombardeamento do
Irao por parte de Israel e Aliados. O Líbano mergulhará novamente numa guerra civil. Em conclusão está muita coisa importante em jogo no mundo islâmico e, quem mais tem a perder são os xiitas, logo o Irao.
Do nada
Assim de repente, como quem não quer a coisa, surge um ESL, a anunciar uma batalha por Damasco, que não é feita à fisgada. Enfim, são bons rapazes, tem o apoio americano, o pior vem depois, mas que importa cairam os "maus" e os "bons" tomam o poder, que morram muitos ou poucos nada importa.
Quem comenta que Israel vai ser aliado dos EUA
& Cia., não percebe que uma das características da Guerra do Golfo, do Iraque e do Afeganistão, tem pouco a ver com os aludidos países. Na verdade, é o período de maior marginalização de Israel, plano adotado por Bush de que aquele país não deveria servir de centro de operações contra países da região. Nem para suprimentos, armazenagem ou fins médicos. Quando na esteira da Tempestade do Deserto, Bush buscou aplicar pressão sobre Israel, na esperança de romper o impasse nas negociações sobre a Palestina (resoluções 242 2 338 da ONU). Depois de 1991, o auxílio americano a Israel efetivamente foi congelado e, em termos reais, declinou fortemente. Ou seja, a Arábia Saudita é, hoje, o melhor companheiro, naquela região, do consórcio americano. Como Israel pretende liderança na região, disfarçada de auto defesa, o Império logo desconfiou e, então, colocou em marcha sua atuação ambígua. Israel nunca ocupará o Irão, sem o consenso americano. Nem o atacará, sem avisar, como das guerras que Israel praticou sem comunicação prévia, pegando os gringos desprevenidos. Portanto, quem pensa que Israel vá se valer da confusão, está enganado. Primeiro, pelo fato de a zona estar densamente conflitada e, depois, o Colosso não quer brincadeiras fora de hora e retaliará, ainda que não diretamente, mas piorando a vida dos israelenses e remanejando os terroristas, de forma a causar problemas de tensão. Rio Grande
daqui a 10 anos ...
Israel como Estado deixará de existir ! Será um campo de batalha entre judeus e Jihadistas !!! - Tou desejoso de ver isso !!!
Re: o prémio IMBECIL 2012 é teu
Re: daqui a 10 anos ...
Re: daqui a 10 anos ...
Re: daqui a 10 anos ...
Re: daqui a 10 anos ...
Re: daqui a 10 anos ...
Re: daqui a 10 anos ...
Re: daqui a 10 anos ...
Este Ocidente bélico...
...deixou cair os cães de fila ... pois agora vai ter de aguentar as consequencias .
Re: Komentario mais IMBECIL era impssivel
Re: Komentario mais IMBECIL era impssivel
Re: Possível "ponto de viragem" na Síria
A classe política russa não passa duma corja de pulhas!
A diferença para uma quadrilha de malfeitores, limita-se a pequenas nuances!
Bombardear Lisboa - seria isto o que os illuminati
Bombardear Lisboa - seria isto o que os illuminati fariam se populaça compreendesse como está sendo roubada por traidores que entregam riqueza no estrangeiro, mais precisamente nos cofres da seita dos illuminati.
Lembrete: illuminati inventam falsos
- "massacres" para bombardear opositores, da Bósnia 1994 até Sérvia 1999 e Costa do marfim 2011.
- "conflitos" de palavras con seus agentes (Gaddafi, Assad, Ahmadinejad), que enfrentam a revolução, da Líbia até Siria e Irão, tudo fazendo para que estes agentes continuem a massacrar o povo. Só quando sua queda se torna inevitável entram no combate, para impedir que opoder caia na mão dos combatentes pela liberdade e substitur uma marionete por outra.

www.google.com/search?source=ig&hl=en&q=IRAN+HOAX+BLOGSPOT

Em ->:
www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=2(670222 -> Helicópteros de combate bombardeiam zonas de Damasco
Tu és o Elvis?
FONTES DE NOTICIAS
Não vale a pena pensar muito nos vossos comentários, pois ofendense uns aos outros e não clarificam nada nem ninguém !
Depois de Ler (traduzido) o nytimes, los angelostimes,Folha de S.paulo, O Globo, O Expresso, RT, Pravda, e chinanews24, chego à conclusão, que todos estes governos/Jornais, andam a brincar com a vida de todos nós, pois o que se começar não se pode interromper ! Portanto, aconselho-os a gozar estes últimos dias de paz e gozem a vida enquanto puderem pois é o que eu vou fazer, pois tenho muito medo do futuro de todos nós ! Espero e quero estar enganado a 1000% Tentem por todos os meios, chamar a atenção para que este futuro, quase imediato, se altere ! Basta ver a quantidade de navios de guerra, aviões, submarinos, etc, que se encontram em movimento por aquelas bandas para ver o rastilho atrás deles todos !
Espero que tenham reparado que não falei em israel, pois tenho me de falar, com receio que façam qualquer provocação !Também não falo nos ingleses e franceses, pois os primeiros são colonia da maior economia do mundo e o outro anda sempre em bicos de pé !
Re: FONTES DE NOTICIAS
Comentários 20 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub