Anterior
Produtores de leite e ativistas protestam em Berlim
Seguinte
Militar dos EUA conta em livro a sua história de mudança de sexo
Página Inicial   >  Internacional  >   Portugueses são bem vindos em Angola, diz José Eduardo dos Santos

Portugueses são bem vindos em Angola, diz José Eduardo dos Santos

A SIC entrevistou, em exclusivo, o Presidente de Angola José Eduardo dos Santos e o vice-presidente Manuel Vicente.
José Eduardo dos Santos recebeu, em 2006, José Sócrates em Luanda
José Eduardo dos Santos recebeu, em 2006, José Sócrates em Luanda / João Carlos Santos

José Eduardo dos Santos, Presidente de Angola, concedeu à SIC uma entrevista exclusiva, que vai ser  transmitida esta quinta-feira, no "Jornal da Noite".

"Os portugueses são bem vindos. Há uma grande falta de pessoal qualificado", afirma José Eduardo dos Santos num excerto da entrevista.

Esta é a primeira grande entrevista concedida pelo também líder do MPLA, nos últimos 22 anos. E foi feita, na passada segunda-feira, em Luanda, pelo jornalista Henriques Cymerman, correspondente da SIC em Israel.

Ao longo de 45 minutos são abordados temas como a guerra e os anos da paz, o crescimento económico e os investimentos públicos no país, a luta contra a corrupção, as desigualdades sociais, as relações com Lisboa, a situação dos portugueses em Angola e os investimentos angolanos em Portugal.

O trabalho de Henrique Cymerman em Angola inclui ainda uma longa entrevista ao vice-presidente Manuel Vicente.



Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 31 Comentar
ordenar por:
mais votados
Uma palhaçada!
Uma entrevista a um ditador, sem falar dos direitos dos cidadãos, eleições livres, dos diamantes de sangue, da vida opulenta desta família que até tem jacto privado para imitar os americanos, dos dinheiros do povo que a mulher dele gasta em trapos, num frenesim que até assusta, das benesses aos generais e muito mais coisas que não serão perguntadas.
O sangue do povo de Angola nos bolsos destes
Corrijam lá isso
O citado jornalista não tem o nome de Henriques mas de Henrique...Henrique Cymerman.
Os meus votos de que esta rara entrevista de José Eduardo dos Santos não seja a sua última entrevista tal como foi a de Isaac Rabin ao mesmo jornalista.
Estou curioso e vou tentar ver através da internet.
Olha que par
E qual dos dois se aproveita, nenhum ambos mafiosos.
Mas entrevistar ditadores só pode ser algum boiola armado em jornalista.
Portugal transformado numa coutada.
Vá, agora vá lá esconder-se
ó monroe
uma forma de branquear o despotismo...
Deixe o seu comentário
Ou como fazer de conta que é uma entrevista!
O sr presidente importa-se de nos dizer como se tornou vergonhosamente rico?
Como se tornou a sua filha dona de tanta coisa?

Os pobres de Angola, um País rico, deve-se a quê?

O rafael marques ainda não foi morto porquê?

Para que conta vai o dinheiro do petróleo?

Quando há eleições livres e democráticas em angola?

...pois espero para ver respondidas estas questões, senhores entrevistadores!
Julgamento popular.
Na entrevista de José Eduardo dos Santos, ilustre Presidente da República Popular de Angola (país que é local de trabalho e de residência de muitos portugueses), gentilmente dada à SIC, este governante teve a delicadeza de dizer que os portugueses são bem-vindos no seu país. Estranhamente a reacção de muitos portugueses a esta cortesia foi fazer julgamentos populares a este chefe de estado eleito por voto directo e universal do seu povo; mais despropositada reacção não podia acontecer! Até parece que estamos num país de "bestas".
E ESTA HEIM ...
Que tem a ver a entrevista da SIC a José Eduardo dos Santos com uma fotografia tirada em 2006 de JES com o ilustríssimo incompetente Sócrates.
Ainda dizem que a SIC é uma TV independente....
É compreensível
POIS...POIS...
Pergunta
Pergunta: Voce é corrupto?

Resposta: EUUUUUU nao nao senhor...o meu pais cresce

Pergunta: O que acha de Portugal?

Resposta: So corruptos eu nao quero viver aqui nao...

O jornalista: Diz o roto ao nu
É pá Balsemão fora porcaria na net!
Há assim tanta falta de fotos de arquivo por essas bandas que tenham de recorrer às bafientas do tempo de Sócrates ou será intencional para juntar uma figura como José Eduardo dos Santos que é conotado com a corrupção colocando-o o Sócrates??? Seja lá o que for é jornalismo da treta de certeza.
Não falaram é de D.duarte!
Ele foi lá à pouco tempo e nem por aqui passou.....
Sic entrevista José Eduardo dos Santos!
Desculpem lá esta pergunta:mas porque é que está na mesma foto ao lado do presidente de Angola o trafulha do sócrates?
Esta não a percebo mesmo!
O jornalista
O jornalista pergunta: Como é que a sua filha é tao rica?

Resposta: Sei la dou-lhe dinheiro para comprar uns perfumes e ela chega aqui com Bancos, empresas...sai ao Pai é muuuito esperta a rapariga....
O jornalista
O jornalista pergunta: Como é que voce esta a tanto tempo na presidencia? Ja cheira a ditadura nao?

Resposta: Ditadura? nao senhor entao voces nao teem presidentes de camara a mais tempo que eu no poder e voces sao muuuitos e o ditador sou Euuuuu.
Muito bem!
É sempre bom ouvir as boas lições que um ditador de pacotilha (ainda por cima ensinado no marxismo-leninismo) tem para ensinar.
Aqui em Portugal, por exemplo, os seus mais dilectos amigos bem dizem que não existe democracia e o governo não é legítimo, o que é normal - tendo em conta a referência a que se reportam...
FRases
Diz O socrates ao Eduardo:
- Eu tentei mas nao consegui ser como tu Pa
Eduardo: - Isto nao é para todos, mas aposto que o teu sucessor consegue, esta-lhe no sangue. Pa
Comentários 31 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub