2
Anterior
Mugabe promete aceitar resultado das eleições
Seguinte
Hospitais de Almada, Évora e Gaia mantêm urgências
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Português nomeado enólogo do ano 2012
com áudio

Português nomeado enólogo do ano 2012

O mais prestigiado concurso internacional de vinhos, International Wine Challenge, distinguiu Luís Sottomayor. Oiça o comentário de João Paulo Martins, crítico de vinhos do Expresso.
|
Sogrape Luís Sottomayor e a sua equipa foram agraciados com outro importante prémio: a prova do vinho Offley Late Bottled Vintage 2007, que lhes valeu a conquista de um troféu

Luís Sottomayor, diretor de enologia da Sogrape Vinhos para a Região do Douro, foi nomeado pelo International Wine Challenge na categoria de vinhos generosos.

O enólogo, que trabalha ao serviço de conhecidas marcas de Vinho do porto, nomeadamente Ferreira, Sandeman e Offley, revela que "foi uma surpresa" a nomeação para enólogo do ano.

"Há prémios que têm um sabor especial e este é um deles", afirma Luís Sottomayor, salientando que a distinção é, também, uma ajuda para promover os vinhos lusos, particularmente o vinho do Porto.

Ativista na defesa da qualidade, Luís Sottomayor combina o conhecimento técnico com a capacidade de gestão das caves, baseados em mais de 20 anos de experiência na produção, envelhecimento, prova e blending de Vinho do Porto.

Ainda assim, o enólogo reconhece que o título deve ser partilhado com toda a equipa que possibilita um trabalho exemplar e a busca pela perfeição, através de uma simbiose entre tradição e inovação.

Além de Luís Sottomayor, outros dois enólogos espanhóis ganharam idêntico galardão na categoria de vinhos generosos: Manuel Lozano (Emilio Lustau S.A.) e Manuel J. Valcarel (Harveys, Jerez).

No mesmo concurso, Luís Sottomayor e a sua equipa de enologia foram ainda agraciados com outro importante prémio: a prova do vinho Offley Late Bottled Vintage 2007, que lhes valeu a conquista de um troféu.



Oiça o áudio de João Paulo Martins, crítico de vinhos do Expresso, sobre a distinção a Luís Sottomayor:

Opinião


Multimédia

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 2 Comentar
ordenar por:
mais votados
ora !
aki está um enólogo do mais alto gabarito ... ou não fosse ele um "sottomayor" ... da familia dos santos mayores deste pais desde que 1928 através de sua alteza mayor o "caceça de abóbora " não fosse adepto deste tipo de iniciativas !!! este sottomayor já bebia pinga dentro da barriga da Mãe !!!
Bem...
Em copos ão haja qualquer dúvidas que somos dos melhores do mundo.
Já agora uma dúvida:
Para haver uma famelga Sotomaior, onde pára a Sotomenor?
Comentários 2 Comentar

Últimas

Últimas


Pub