18 de abril de 2014 às 0:59
Página Inicial  ⁄  Blogues  ⁄  A Tempo e a Desmodo  ⁄  Portugal, um país de carros franceses cheio de bombas alemãs

Portugal, um país de carros franceses cheio de bombas alemãs

Henrique Raposo (www.expresso.pt)
8:00 | Quarta feira, 4 de julho de 2012

Se a minha memória elefantina não me falha, Sarsfield Cabral escreveu um dos melhores epitáfios da nossa crise, esta crise causada por hábitos bem portugueses: "somos o terceiro país da Europa com mais carros por 100 habitantes, mas não somos o terceiro país mais rico". De facto, na última década e meia (o guterrismo foi um veneno sorridente), os carros multiplicaram-se como cogumelos à sombra do crédito. O país não produzia, não exportava, mas importava carros com dinheiro importado. Todos os meninos, pobres ou ricos, exigiam, aos 18 anos, um carrinho, e os pais, pobres ou ricos, lá faziam num novo crédito para bancar o luxo. Andar a pé e de transportes era coisa para os países lá do norte, esses totós pouco dados à ostentação. Nós, cá na terrinha, não fazíamos as coisas assim. Era tudo à grande. Era logo uma bomba potente e mui germânica para o menino.

Importa reparar no pormenor da bomba germânica, porque o pior não está na quantidade, mas sim no preço dos carritos. Usando uma escala que podia ser do Top Gear, podemos dizer que Portugal é um país de carros franceses. Ou seja, a nossa bolsa está a meio da escala. Já não somos aquela nação das Famel Zundapp e dos Minis em décima terceira mão, mas ainda não atingimos o patamar BWM das nações. Somos mesmo um país à medida dos utilitários franceses: bons, baratos, fiáveis e com umas curvas, que, num acto de misericórdia, podem ser consideradas bonitas. Mas, como é óbvio, o Mr. Tuga quis dar um passo maior do que a perna. À nossa volta há sempre uma inesperada horda de bólides germânicos. A bolsa do Mr. Tuga não combina com o seu alter-ego de quatro rodas. Aliás, esta é uma das marcas que impressionam os estrangeiros que nos visitam. Há uns tempos, andei por Lisboa com uma amiga americana que trabalha na Alemanha. "Nunca vi um parque automóvel tão bom na Europa", disse ela.

Comentários 52 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
o "Guterres" ???!!!
Olha lá, ò "henriquinho do reich", fala da licenciatura do Relvas... diz lá qualquer coisita...
Re: o Ver comentário
Quem não gosta de carros...
A velha perseguição para quem gosta de carros!
Se o problema de Portugal fosse a compra de carros... Viviamos num paraíso.
Ora sim Sr...
Não precisa de ser americana, ou alemã, basta eu...que vim da verdadeira portugalidade trabalhar para este antro há seis anos, e todos os dias esclamava, ao passar a ponte, como era possível esta gente ter toda carros novos, caros, e impecáveis...e eu com o meu mercedes 190D já com 20 anos em cima....este dúvida apoquentava-me a cabeça, ainda para mais porque nunca percebi porquê é que às dez horas ainda há km´s de filas para entrar em Lisboa....

Só depois percebi....é tudo funcionalismo público minha gente, porquê quem trabalha tem horas para entrar ao serviço....
Re: Ora sim Sr... Ver comentário
Re: Portugal, um país de carros franceses cheio de
A amiga americana do H.R. deve ser uma criatura estranha. Duvido mesmo que viva na Alemanha e nunca tenha visto um "parque automóvel tão bom na Europa". E digo duvido para não dizer que que esta é mais uma história de embalar contada por este inefável cronista. Para não afirmar que é mais uma valente aldrabice,não vá ser acusado de estar a ser demasiado agressivo.
        Quando Portugal era um país das "Famel Zundapp e dos Minis em décima terceira mão" já a cidade do Porto tinha sido considerada a cidade da Europa onde mais Ferraris se vendiam. Sim, onde os empresários texteis do vale do Ave se vinham abastecer dos bólides da marca italiana,talvez ainda o H.R. não fosse nascido. Depois, como os operários (as)começaram a ganhar um pouco mais, os ditos patrões tiveram que começar a optar por marcas mais "foleiras":
Lamborghinis, Porches,Mercedes... e o resto da história é já bem conhecida...
          Apenas tentei contribuir para este ensaio do H.R. sobre o comportamento da sociedade de acordo com o mercado automobilístico e discordar,para além das "inverdades"manifestadas, da tese de que o guterrismo tenha alguma coisa a ver com a questão.E de que se me afigura que qualquer alteração na vida e no comportamento humanos não pode ser analisado em cima do joelho...
ahahahahah
tem certa razão no que diz, mas "nunca vi parque automóvel tão bom na Europa"?!!? e trabalha na Alemanha?!?!? por acaso não foi à Baviera, pois não? ou ao sul de França (para não falar dos grandes centros urbanos), ou Itália... lol.. essa só pode ser para rir!

barbarraridades.blogspot.pt/

Heinrich é claro que não vês
...um chavelo da industria automóvel, então achas que a realidade tem a ver com a carteira dos portugueses, ou será por outra razão?

Heinrich, generalizar os 18 anos é meio caminho andado para um dia destes levares uma chapada e ficares a chorar à entrada de uma das tabernas que frequentas.
Já agora, tenta compreender porque existem menos carros nos países nórdicos - onde é construído um dos mais caros automóveis, os outros são na França e no Reino Unido - e a tua inteligência crescerá.

ps: diz à tua amiga americana que trabalha na Alemanha, para aproveitar e tirar uns dias para visitar Estugarda e Leipzig.
boy trafulha.
Mais uma trafulhice dos boys mentirosos do governo mentiroso que temos:

noticiou o expresso:

"Portugal está na cauda do 'ranking' em termos de envelhecimento automóvel, só ultrapassado pela Estónia, Eslováquia e Grécia. Os carros a circular em Portugal estão com uma idade média de 10 anos e meio, segundo estimativas para 2011, enquanto que a Grécia atingia os 10,7 anos em 2009."

Ler mais: expresso.sapo.pt/automovel-portugal-tem-dos-carros-mais-velhos-da-europa-siva=f6980 49#ixzz1zg0Qj7RB
Re: boy trafulha. Ver comentário
1 à parte...
Até podem ser muito bons... mas os alemães não ganham nem F1 nem WRC... esses dois campeonatos são dos dois construtores franceses que por mais uma vez serão campeões do Mundo das duas classes... o resto é convesa de esplanada, e eu tenho mais que fazer.
História da Politica
Se bem me lembro um dos temas da campanha para o 2.º mandato de Cavaco Silva como 1.º Ministro foi - Portugal um oasis na europa!! e diz o articulista que isto vem do tempo do Guterres! . Não me interessa se é PS ou ou PSD mas esta cultura descrita no artigo vem desde o tempo do Prof cavaco e disto eu tenho a certeza.
Um outro pormenor
Que tipo de carros comprou o actual governo? para o tipo de País que somos.
Parque Automóvel
Leio os comentários dos leitores e fico espantado, será que estas pessoas todas não viajam não visitam outros países, e fazem comentários destes.

Eu vou regularmente ao estrangeiro por motivos profissionais e à Alemanha anualmente desde 2003 e isto é verdade temos o um dos melhores parques automóveis que já vi, incluindo os USA, UK, Espanha (aqui ao lado), França, Àfrica do Sul, só quem não viaja é que pode dizer coisas destas.

O então o autor tem muitos fanáticos do contra, se calhar é isso muito ódio.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub