Anterior
Bruxelas determinada a mostrar ao G20 que euro é "irreversível"
Seguinte
Fitch baixa rating do Santander Totta
Página Inicial   >  Economia  >  Portugal precisa de um "novo modelo económico"

Portugal precisa de um "novo modelo económico"

Ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, aponta o caminho do crescimento através da reindustrialização, qualificação, exportação, atração de investimento e valorização do território.

Lusa |
"Não tenho as mínimas dúvidas de que vamos por Portugal a crescer", frisa o governante, que hoje visitou a Procalçado – Produtora de Componentes para Calçado, em Pedroso, Vila Nova de Gaia
"Não tenho as mínimas dúvidas de que vamos por Portugal a crescer", frisa o governante, que hoje visitou a Procalçado – Produtora de Componentes para Calçado, em Pedroso, Vila Nova de Gaia / José Coelho/Lusa

O ministro da Economia afirmou hoje estarem lançadas "as principais reformas estruturais" e impor-se "um novo modelo económico" em Portugal que passa pela reindustrialização, qualificação, exportação, atração de investimento e valorização do território.

"Agora que as principais reformas estruturais já estão no terreno é chegada a hora de lançar as linhas de orientação de um novo modelo económico para o país. Portugal precisa de se reindustrializar, Portugal precisa de se qualificar e de apostar na reabilitação do ensino técnicoprofissional, Portugal precisa de exportar mais, Portugal precisa de voltar a investir e de atrair investimento, Portugal precisa de poupar mais para investir e Portugal precisa de valorizar o seu território", sustentou Álvaro Santos Pereira.

"Com todas estas reformas estruturais e com a dinâmica do nosso tecido empresarial - acrescentou - não tenho as mínimas dúvidas de que vamos por Portugal a crescer".

O ministro falava aos jornalistas em Matosinhos, à margem da primeira edição da iniciativa "Portugal a Crescer", para apresentação aos empresários das políticas atualmente em curso para revitalização, internacionalização e financiamento das empresas e combate ao desemprego.

Governo está "a criar condições para pôr Portugal a crescer"


Instado pelo anfitrião e presidente da Associação Empresarial de Portugal (AEP), José António Barros, a "não dececionar os empresários", que precisam "muito do apoio do Governo e da política pública, de financiamento, de condições para trabalhar e de flexibilidade no emprego", Santos Pereira garantiu que o executivo está "a criar as condições para por Portugal a crescer".

Entre as "reformas sem precedentes" em curso, Santos Pereira destacou a "ambiciosa" reforma laboral, a reforma do licenciamento industrial Zero, o novo código de insolvências, o programa Revitalizar e o novo processo extrajudicial de conciliação de dívidas, "que irá entrar em vigor brevemente".

Destacou ainda a aprovação da nova lei da concorrência e a reestruturação em curso do setor dos transportes, que garante ter evitado a morte de muitas empresas, tecnicamente falidas, e permitirá atingir o "equilíbrio operacional" da atividade "no final deste ano".

Também destacada pelo ministro foi a reforma do capital de risco público, a anunciar publicamente na segunda-feira e que acabará com o capital "para os amigos" ou com "motivações políticas".

Fundos comunitários "ao serviço da economia"


Adicionalmente, Álvaro Santos Pereira salientou ter cortado "mais de dois mil milhões de euros nas rendas da energia" e ter colocado os fundos comunitários "ao serviço da economia".

Como "principais desafios de curto prazo" o governante apontou "a pronunciada subida do desemprego e as dificuldades de financiamento das empresas, principalmente as PME".

A este propósito, recordou que o Governo "já garantiu o alargamento" dos prazos de reembolso das linhas PME Investe, avançou com uma linha PME Crescimento com mais de 1.200 milhões de euros de crédito concedido, está "a trabalhar no reforço da linha PME Crescimento" e lançará "para a semana" a linha BEI para o investimento produtivo.

Paralelamente, está "a ultimar os fundos de reestruturação empresarial de base regional, que serão na ordem dos 110 milhões do QREN, mais 110 milhões de euros adicionais por parte das instituições financeiras".

 


Opinião


Multimédia

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.


Comentários 54 Comentar
ordenar por:
mais votados
Comprar um trator para a agricultura!
Se um agricultor precisar de ajuda num trator agricola,dirige-se a quem?
Como está a burocracia dá a impressão que tem de ir ao Terreiro do Paço pedir dinheiro à sra Ministra Cristas.
Ora é este tipo de questão ,como mero exemplo, que Álvaro ,o ministro, deve responder.
A teoria,é bonita.
A prática é outra coisa,infelizmente!
Re: Comprar um trator para a agricultura!
Re: Comprar um trator para a agricultura!
Re: Comprar um trator para a agricultura!
S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
É disto que Portugal precisa ...

Exportamos Ministros ...

Temos Álvaros, Relvas, Gaspares, Coelhos, Portas e muito mais ...

Quer se ver livre de Ministros incompetentes e vaidosos ? ...
A S. E. M. trata do seu problema ... temos relações privilegiadas com o Burkina Faso e com a Papua - Nova Guiné ...
Re: S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
Re: S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
Re: S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
Re: S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
Re: S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
Re: S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
Re: S. E. M . - SOCIEDADE EXPORTADORA DE MINISTROS
e o FUGITIVO de PARIS?
É bom NÃO esquecer. Peçam ao fugitivo d Paris os 90,000 milhões d euros q aumentou na dívida pública entre 2005 e 2010.Peçam ao fugitivo d Paris, q decidiu nacionalizar o BPN, colocando-o às costas do contribuinte, aumentando o seu buraco em 4300milhões em 2 anos, e fornecendo ainda mais 4000 milhões em avales da CGD q irão provavelmente aumentar a conta final para perto d 8000
milhões, depois d ter garantido q não nos ia custar um euro. Peçam ao fugitivo d Paris os 695 milhões d derrapagens nas PPPs só em 2011. Peçam ao fugitivo d Paris, q graças às suas brilhantes PPPs fez aumentar o custo do Campus da Justiça d 52 para 235 milhões. Peçam ao fugitivo d Paris os 1300 milhões q um banco público emprestou a uns amigos do partido p comprarem acções d um banco
privado rival, q agora valem pouco mais q zero. Quem paga? O contribuinte.
Peçam ao fugitivo d Paris os 450 milhões injectados no BPP p pagar os salários dos administradores nomeados p acautelar os interesses do Estado. Peçam ao fugitivo d Paris os 587 milhões q gastou no OE de 2011 em atrasos e erros de projecto nas SCUTs Norte. Peçam ao fugitivo d Paris os 200 milhões d euros que ?desapareceram? entre a proposta e o contrato da Auto-estrada do Douro Interior. Peçam ao fugitivo d Paris os 5800 milhões em impostos q anulou ou deixou prescrever. Peçam ao fugitivo d Paris os 7200 milhões d fundos europeus q Portugal perdeu pela incapacidade do governo d programar o seu uso.
Re: e o SOCIALISTA FUGITIVO de PARIS? 2
Re: e o SOCIALISTA FUGITIVO de PARIS? 2
Re: e o SOCIALISTA FUGITIVO de PARIS? 2
Re: e o SOCIALISTA FUGITIVO de PARIS? 2
Re:POIS É ... mas o país era credível e cumpridor
Re: Re:POIS É ... mas o país era credível e cumpri
Re: e o SOCIALISTA FUGITIVO de PARIS? 2
Re:Está em curso um INQUERITO MAS SE SOUBER ALGO
Re: Re:Está em curso um INQUERITO MAS SE SOUBER AL
Re: Re:para te ver?
Re: Re:Está em curso um INQUERITO MAS SE SOUBER AL
Novo modelo económico.
José A. Barros instou a "não dececionar os empresários", que precisam "muito do apoio do Governo e da política pública, de financiamento, de condições para trabalhar e de flexibilidade no emprego",
  Bem, a mim parece-me mais do mesmo : os pintainhos sob as asas da mãe galinha que amorosa esgravata a terra para que os pintos só tenham que debicar e não magoem os biquinhos nos calhaus.
Re: Novo modelo económico.
O ministro foi educado, aprendeu no Canadá...

O ministro foi muito cortês ao dizer que Portugal precisa de um novo modelo econômico, certamente, não quis ofender, fez bem... Ora, Portugal nunca teve um modelo econômico para se desenvolver ... Logo não pode haver um novo, mas é bom que haja um primeiro..

Portugal nunca teve um modelo econômico para se desenvolver, simplesmente, porque tudo foi feito, em cima dos joelhos, sempre com vistas nas próximas eleições... Navegou-se à vista dos acidentes... Fozcoa é um exemplo de nossa improvisação... OTA? Outro.

Mais exemplos? Há muitos... Lembrei-me do CCB, porque recentemente um ex-ministro do Cavaco disse que ele foi feito sem orçamento... Ia se gastando à medida que a obra avançava. Resultado até hoje o CCB está por acabar...

O Álvaro foi muito educado!!!
E já agora
Um novo tipo de políticos, aqueles com sentido de estado?
Sujeito a ser censurado.
P. precisa de um "novo modelo económico"
e sobretudo de um NOVO GOVERNO!
Enquanto continuarmos..........
......"agarrados" a uma Constiuição que apenas serve para entalar o "tuga" não vamos lá. Era bom começarmos por onde fede, depois era penalizar quem usa o Direito para brincar "às escondidas" com a Constituição (está atento Dr.Marinho Pinto?) e por aí fora. Só era preciso começar........
   
Re: Enquanto continuarmos..........
Re: Enquanto continuarmos..........
Governo é trampolim para lobbies
De todas as reformas estruturais que o ministro refere só uma me parece uma reforma estrutural - a redução do custo do despedimento para aqueles que menos ganham e o aumento do custo do despedimento para os que mais ganham.
Toda a gente sabe que os tubarões quando são despedidos já com os bolsos cheios de remunerações de muitas centenas de milhares de euros por ano, e de terem criado buracos de milhares de milhões para os contribuintes pagarem, ainda são premiados com milhões de euros.
Essa reforma laboral é a maior reforma estrutural que este governo conseguiu fazer.
Infelizmente as coisas são assim. Os governos são trampolins que impulsionam os seus membros para os lobbies e isso torna os governantes em servos dos mesmos.
Falou Sua Excelência o Pastel de Nata!
O pastel de nata disse que Portugal precisa de um novo modelo económico. Eu digo que Portugal precisa de gente capaz, honesta, não corrupta, não aldrabona, não ladrona, não vigarista, não farsante, íntegra, vertical para governar o País e os Portugueses e não esta escumalha podre e infecta de gatunos mafiosos!
Re: Falou Sua Excelência o Pastel de Nata!
Re: Falou Sua Excelência o Pastel de Nata!
Re: Falou Sua Excelência o Pastel de Nata!
PORQUÊ?
O MODELO DA MAÇONARIA JÁ NÃO SERVE?
O Álvaro...
«O ministro da Economia afirmou hoje estarem lançadas "as principais reformas estruturais" e impor-se "um novo modelo económico" em Portugal que passa pela reindustrialização, qualificação, exportação, atração de investimento e valorização do território.»

...e pela miséria total dos trabalhadores e pensionistas!

Estamos no bom caminho para apobreza tão deseja - para os outros - por este governo capitaneado pelo único desempregado de sucesso conhecido no país.

De desempregado passou a administrador de empresas (não vale dizerem que as empresas são do holandês Ãngelo Correia) e logo a seguir chegou a primeiro ministro!!!

Re: O Álvaro...
Re: O Álvaro...
Re: O Álvaro...
Re: O Álvaro...
Re: O Álvaro...
Re: O Álvaro...
Re: O Álvaro...
RUINA
O governo PSD/CDS com a cumplicidade deste ministro teve pressa em encerrar empresas impondo austeridade extrema "custe o que custar" sem olhar a meios ou consequências.
Arruinaram a industria e os pequenos comerciantes e agora vêm com programas para pôr a funcionar tudo outra vez!!
Só de loucos!
Primeiro baixa-se o poder de compra dos portugueses e mandam-se para o desemprego depois vem dizer que o desemprego lhe tira o sono...SEM VERGONHA.

Primeiro encerra
Re: RUINA
Pois...
...coiso!
Re: Pois...
Dizer e fazer
" Portugal precisa de se reindustrializar, Portugal precisa de se qualificar e de apostar na reabilitação do ensino técnicoprofissional, Portugal precisa de exportar mais, Portugal precisa de voltar a investir e de atrair investimento, Portugal precisa de poupar mais para investir e Portugal precisa de valorizar o seu território."

Estou de acordo. O problema é que não há a menor hipótese deste ministro e deste governo conseguirem fazer alguma coisa que se aproxime disso. Não têm conhecimentos, competência, meios ou sequer vontade de o fazer. Ficamos à espera de um programa detalhado...
Comentários 54 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub