48
Anterior
É hoje ou nunca: Portugal luta por uma medalha
Seguinte
Calendário dos 77 olímpicos portugueses
Página Inicial   >  Dossiês  >  Dossies Desporto  >  Jogos Olímpicos 2012  >   Portugal ganha prata na canoagem

Portugal ganha prata na canoagem

Os portugueses Emanuel Silva e Fernando Pimenta ficaram a 53 centésimos de segundo da conquista da medalha de ouro na final olímpica de K2 1000 metros, na canoagem.
Lusa |

A dupla Fernando Pimenta-Emanuel Silva conquistou hoje a medalha de prata na prova de K2 1000 metros de canoagem dos Jogos Olímpicos Londres-2012, ganha pela Hungria.

A dupla lusa gastou 3m09,699s e foi apenas batida pelos húngaros Rudolf Dombi e Roland Kokeny (3m09,646s).  

Na 3ª posição ficaram os alemães Martin Holstein e Andreas Ihle, com 3m10,117s.  



Veja a fotogaleria:

Opinião


Multimédia

Geração Z

Mais rápidos, mais capazes, mais solitários, os Z vivem agarrados aos ecrãs, pensam com a ajuda da internet e estão permanentemente preocupados com a bateria do telemóvel. Que geração é esta que nasceu com a viragem do século?

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 48 Comentar
ordenar por:
mais votados
Com apreço
Preparar-se para umas olimpíadas sem deixar de cumprir as suas outras obrigações como trabalhador ou estudante, tem muito mais valor do que ser profissional do desporto.
Já que o país não pode (ou não quer) apoiar melhor estes atletas na sua preparação, deve ao menos reconhecer que aprecia o seu esforço, mesmo que os resultados raramente se traduzam em medalhas olímpicas. Às vezes parecemos um país de gananciosos: queremos medalhas sem investir na preparação dos atletas, assim como queremos produtividade sem investir nas pessoas e na criatividade. Parabéns ao Fernando, ao Emanuel e a todos os que se esforçam por nos representar dignamente.
Re: Com apreço
Re: Com apreço
Parabéns pelo texto
Re: Com apreço
Hello Expresso
São 53 milésimos e não centésimos.
orgulho!!!!
Quem conhece a vida destes rapazes ( o meu é remador) sabe que isto sim,é desporto!!
São horas de treino sem ordenado,acordar ás 6h da manhã,ir estudar ou trabalhar,voltar ao treino ás 20h...6 dias à semana...
VAMOS AO AEROPORTO??...VAMOS...OS AMIGOS...O RESTO VIVE O NOSSO FUTEBOLZINHO QUE PROMETE,MAS NADA DÁ!!!
ESTA É A RESPOSTA DAS MODALIDADES EXTRA FUTEBOL
Re: orgulho!!!!
Pode acreditar que as "amadoras" vão evoluir.
Somos muito bons.
Estes dois nossos compatriotas demonstraram que há portugueses muito bons e que só por umas milésimas não fomos os melhores. Parabéns ao Fernando e ao Emanuel.
Re: Somos muito bons.
PARABÉNS!!
MERECEM TODO O NOSSO CARINHO! POR ISSO PARABÉNS!
Mas, tb, todos os nossos outros atletas olimpicos merecem os parabéns, desde logo por terem conseguido o apuramento para os jogos!!
Força para os que ainda continuam em provas!!
Expresso, acorda!!!
9,699 - 9,646 = 0,053.

Estes fantásticos atletas merecem mais rigor jornalístico.
Parabéns!
Já estamos à frente do Michael Phelps...
Re: Parabéns!
Portugal-ganha-prata-na-canoagem

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/ahh-se-tivessemos-mar.html
Re: Portugal-ganha-prata-na-canoagem
Re: Portugal-ganha-prata-na-canoagem
Re: Portugal-ganha-prata-na-canoagem
Re: Portugal-ganha-prata-na-canoagem
Re: Portugal-ganha-prata-na-canoagem
Re: Portugal-ganha-prata-na-canoagem
Re: Portugal-ganha-prata-na-canoagem
Comentário ao abrigo direito à preocupação insana
A festa está rija e o fogueteiro bravo; escuso-me a entrar na comemoração, pois uma preocupação me atormenta

Talvez por vinculação a memórias infantis – a conotação com libras de chocolate -, ou, resultado da crise, na foto mostrada pelo Expresso, os atletas, os nossos heróis, estão a tentar comer as medalhas.

Já no Estado Novo, alguém ligado ao Comité Olímpico, justificou o facto de a malta nunca trazer as ditas, por questão de falta de bifes. Realmente, a dieta baseava-se mais na sopa de feijão com couves. Mas devido à existência de censura, será que na época, obtivemos grandes vitórias… mas comemos as medalhas?

Mas pensando bem, talvez tal atitude sensibilize os elementos da Troika a amenizarem as condições impostas. Nem os gregos, que se saiba, chegaram a tal situação.

A decisão a tomar, caso ganhemos mais alguma medalha, é ela ser entregue ao atleta dentro do estojo. Que ao estilo maço de tabaco, deve ter uma etiqueta a dizer: “Comer medalhas provoca o cancro”

Re: Comentário ao abrigo direito à preocupação ins
Re: Comentário ao abrigo direito à preocupação ins
Parabens a estes dois campeões
Que devem esta sua medalha unicamente ao seu esforço e certamente ao da sua federação , senão nada devem à federação , o feito ainda será maior , que já é grande devido ao facto de não serem profissionais.
Da vez de 1 medalha pocderíamos ter 10 agora
Hora de mudar a nossa politica olímpica.

- Correr com o Vicente de Moura e os presidentes de federações que só estão lá a bater tachos para si e para os seus amiguinhos e familiares.

- Apostar numa política olímpica para 2020 já que os jogos olímpicos de 2016 já estão perdidos.

- Política criada de raíz nas escolas com jovens de 13 , 14 anos , incentivando-os a praticar modalidades olímpicas , aumentando o número de atletas por modalidade , aumentar o número de equipas , melhorar o nível dos campeonatos e recorrer a alguns treinadores especialistas de fora , para desenvolverem do início as potencialidades dos nossos atletas.

- Ao mesmo tempo da vez de estarmos a criar tanto professor para o desemprego , desenvolver a disciplina de desporto ou de educação física nas escolas e melhorar-mos progressivamente o nível dos nossos treinadores.

- Já temos grande parte das infra-estruturas , não estamos como à 20 ou 30 anos , mas é claro é sempre preciso dinheiro , pois façamos como a Inglaterra , que boa parte dos recursos advem dos dinheiros da lotaria , façamos o mesmo cá com o euromilhões.

- E não permitir a repetição de participação nos jogos a atletas que ficam a baixo dos seus tempos ou resultados medios , porque criam mau ambiente e os jogos olímpicos são para os melhores.

Se tivessemos uma política olímpica integrada com a pratica de desporto nas nossas escolas , baseada no mérito , na superação , agora não estavamos a falar de uma medalha , mas de dez.
Re: Da vez de 1 medalha pocderíamos ter 10 agora
canoagem recebeu 615.000 € neste ciclo olímpico
A medalha de prata conquistada esta quarta-feira nos Jogos Olímpicos pelos canoístas Fernando Pimenta e Emanuel Silva (K2 1.000) custou apenas 120 mil euros em termos de investimento direto na sua preparação.

Esse número, aplicado no K2 de Portugal (independentemente dos atletas) nos quatro anos do ciclo olímpico, sobe para 275.682 euros quando lhe juntamos as bolsas olímpicas para atletas e treinadores.

Ao todo, neste ciclo olímpico, a canoagem recebeu 615 mil euros (excluindo as bolsas), com os quais preparou um grupo que oscilou entre os nove e os 12 atletas. Os seis apurados para Londres'2012 conseguiram, para já, em quatro provas, qualificar-se para três finais (com a prata olímpica e o sexto lugar em K4 500 feminino) e uma final B, sendo que ainda não começou a competição dos 200 metros, na qual Teresa Portela tem legítimas ambições em K1, distância na qual foi bronze europeia em 2011 e 2012.

De acordo com a Lei, cada atleta vai receber 22.500 euros, o mesmo montante a atribuir aos clubes: no caso de Fernando Pimenta, o CN Ponte de Lima recebe a totalidade, mas, quanto a Emanuel Silva, o bolo grande vai para o CN Prado, enquanto o Sporting, por quem assinou em dezembro, recebe uma pequena percentagem.

Entre os prémios, há ainda 11.250 euros para o treinador da tripulação, o polaco Ryszard Hoppe.
Parabéns campeões...
Nunca se pode perder a esperança, até porque ela é verde...
"Uma medalha é uma medalha" para quem aceita o que
"Uma medalha é uma medalha" para quem aceita o que illuminati vendem:
- falso desporto julgado por notas e não por marcas verificáveis: ginásticas, natação sincronizada, etc.
- falso desporto que viola globalidade dos 3 princípios olímpicos (citius, altius, fortius), produzindo inevitávelmente na elite corpos opostos à harmonia atlética: halterofilia.
- falso desporto olímpico, desporto não GLOBAl, praticado em pequenas áreas do mundo e/ou por um ínfimo numero de atletas. Exemplo canoagens, remos, velas, esgrimas.

Multiplicando estes fatores os illuminati
- iludem a decadência do estado físico do gado humano que conduzem ao matadouro, fabricando medalhas em série, levado ao mais grotesco em falso evento de falso desporto sem caráter olímpico (GLOBAL).
- divertem a atenção do verdadeiro desprto olímpico, em particular do desporto natural (Corridas e Saltos).
Lembrete objetivo principal da conspiração do doping (falsas acusações aos campeões de corridas e saltos) é destruir atletismo e ciclismo, atividades essenciais para conservar o príncipio de mente sã em corpo são.
Lembrete destruir esse principio faz parte da agenda de transforma humanos em bestas e levar gado humano ao matadouro.
Lembrete gado = bestas que podem ser engordadas para abate.

Resposta do Ultimo dos Profetas "Bandarra" a "Inside" em:
expresso.sapo.pt/bolt-perde-namorada-ganha-estatua-e-procura-ouro=f744947

Em ...
Não sei o que fumas
Links
E o Bolt
Pretendes não saber ler
Re: Pretendes não saber ler
Re: Pretendes não saber ler
Re: Links
Re:
PARABÉNS PORTUGAL
Um dia chega o reconhecimento de trabalho duro e a maior parte das vezes ignorado.
Este dia chegou. Agora, há que lhes fazer vénia.
PARABÉNS!!!!!!
Comentários 48 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub