21 de abril de 2014 às 13:08
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Energia  ⁄  Portugal cada vez mais limpo

Portugal cada vez mais limpo

O consumo de combustíveis fóssseis em Portugal está em queda desde novembro de 2008.
Vítor Andrade (www.expresso.pt)
Portugal cada vez mais limpo

Nos primeiros seis meses deste ano Portugal registou uma quebra de 8,9% no consumo de combustíveis fósseis, face a idêntico período do ano anterior.

De acordo com a Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), a maior quebra deu-se no consumo de carvão (-36,3%), seguido do fuel (-26%) e do GLP (-14,5%).

À quebra no consumo de carvão não foi alheio o facto de as centrais térmicas do Pego e de Sines este ano terem trabalhado menos tempo, sobretudo nos primeiros três meses do ano, devido à abundância de chuva e vento. A produção de energia elétrica a partir das barragens e dos parque eólicos dispensou em grande parte as centrais a carvão.

A quebra no consumo de fuel está ligada ao facto de algumas das centrais elétricas alimentadas por este tipo de combustível estarem em fase de descomissionamento.

Portugal está, assim, um pouco mais limpo que no ano passado, em termos de emissões de dióxido de carbono.

 

Comentários 2 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
http://today3tech.blogspot.com/
A diversificação em fontes de energia, é "não colocar os ovos todos no mesmo cesto", com isto lembramos boas apostas noutras áreas, como a que irá implementar-se na ilha do Porto Santo, com :"Energia das algas tornará P. Santo auto-sustentável". Este tipo de apostas fazem o aproveitamento das emissões gasosas poluentes, por exemplo de instalações industriais, e injectam o CO2 num meio de cultivo de algas. Uma das utilizações dessas micro algas verdes, é a produção de biodiesel com a parte vegetal não aproveitada, a servir para matéria orgânica de adubagem a solos.
E estamos mais pobres
Pois é! No final do ano, com esta política, estaremos mais pobres é 700 milhões de euros!!! E até o CO2 emitido poderia ter sido inferior, porque andamos a libertar água bombada no Alqueva, pelo rio abaixo, sem produção de qualquer energia, o que causou um desperdício de cerca de 234GWh:

http://ecotretas.blogspot...

Ecotretas
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub