Página Inicial   >    >   "Porque é que o primeiro-ministro não defende os nossos interesses?"
com vídeo

"Porque é que o primeiro-ministro não defende os nossos interesses?"

Líder do PS criticou o Governo por Portugal não ter "mais um ano para consolidar as contas públicas", ao contrário de Espanha: "Porque é que o primeiro-ministro português não defende os nossos interesses?"
Lusa |
Seguro criticou Passos Coelho
Seguro criticou Passos Coelho / Estela Silva/Lusa

O secretário-geral do PS, António José Seguro, criticou hoje o primeiro-ministro pelo facto de Portugal não poder beneficiar de mais um ano para consolidar as contas públicas, dando o exemplo de Espanha.

"Aquilo que mais me revolta é ver outros primeiros-ministros, que tomaram posse depois do atual primeiro-ministro, como aconteceu com o primeiro-ministro em Espanha, e que já conseguiu mais um ano para proceder à consolidação das contas públicas", disse António José Seguro no encerramento do XV congresso federativo do PS/Porto.

Segundo o secretário-geral do PS, aquilo que todos em Portugal perguntam é "porque é que o primeiro-ministro português não defende os nossos interesses, os interesses de Portugal, e porque é que nós não podemos beneficiar de mais um ano para consolidar as contas públicas?"

António José Seguro prosseguiu a intervenção questionando "e a prioridade ao emprego e ao crescimento económico?", acrescentando: "Lembro-me de muitos, que hoje se renderam à defesa desta prioridade e que no passado diziam isso é coisa de socialistas. É verdade, defender o emprego e o crescimento económico é coisa de socialistas, é coisa de homens e de mulheres de esquerda, é verdade", sublinhou.

Rejeitando mais medidas de austeridade, Seguro recordou os dados divulgados esta semana que dão conta que "os objetivos dos 4,5% está hoje em risco, e que há uma derrapagem calculada, a manter-se esta trajetória, de dois mil milhões de euros".

"A pergunta que todos nós fazemos é o seguinte: tantos sacrifícios para isto? Tantos sacrifícios para afinal o Governo vir reconhecer que a sua receita é errada ou que foi incompetente a gerir os recursos públicos? Infelizmente, também aqui o primeiro-ministro ficou em casa", criticou.


Veja o vídeo SIC:

Opinião


Multimédia

Musse de maracujá

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 


Comentários 131 Comentar
ordenar por:
mais votados
PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 2015
Os socialistas usam e abusam do mais mínimo RIGOR intelectual. Infelizmente p eles é ao PS e só a eles q podem ser assacadas responsabilidades substantivas sobre o passado recente, presente e futuro imediato d Portugal. Sócrates conduziu o país á quase bancarrota e, caso assim não fosse então q alguém explique porque razões negociou um resgate internacional assente em 3 memorandos q definem o q pode ser chamado pacificamente como um programa d governo até 2015. O actual governo não só foi chamado a subscreve-lo através dos partidos q o compõem como também oS teve e tem q seguir e consequentemente implementar e, porquê? Porque se assim NÃO FÔR NÃO HÁ DINHEIRO P O ESTADO FAZER FRENTE ÁS SUAS RESPOSNABILIDADES MINIMAS. Os portugueses na generalidade sabem q o país esta em estado d falência e q só cumprindo os tais memorandos é que o Estado vai recebendo dinheiro. O país tem dado sinais d um patriotismo exemplar. O esforço q tem sido feito é a todos os níveis d enaltecer e, agora vem o mesmo partido politico q conduziu Portugal a um estado d necessidade quase extrema acusar o actual governo d ter falhado. QUE FALTA DE VERGONHA! QUE DESCARAMENTO! É PRECISO SER MUITO ESTUPIDO OU ENTÃO TER MUITA LATA o q me parece ser o caso! Q digam o q teriam feito diferente pois NUNCA saíram das generalidades e das soluções magicas. NINGUEM CONHECE NENHUMA SUGESTÃO SOCIALISTA Q PERMITISSE CUMPRIR OS MEMORANDOS E AJUDAR A REDUZIR OS DEFICIT PUBLICO. A ter sido seguida alguma das ideias deste ...
R:PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 2015
Re: R:PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 2
Re: R:PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 2
Re: R: NÃO DIGA O QUE EU NAÕ DISSE
Re: R: NÃO DIGA O QUE EU NAÕ DISSE
Re: R: estrategia defensiva
Re: R: estrategia defensiva
Re: R: estrategia defensiva
Re: R: estrategia defensiva
Re: R: NÃO DIGA O QUE EU NAÕ DISSE
Re: R: ÉS UM ENTENDIDO
Re: R:PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 2
provavelmente nas proximas eleiçoes....
Seguro é um aldrabão:igual ao Sócrates!
Re: Seguro é um aldrabão:igual ao Sócrates!
Re: PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 201
Re: PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 201
Re: PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 201
Re: PORQUE O TEU PS CONDICIONOU O PORTUGAL ATE 201
Por quê? Essa é fácil ...

"Porque é que o primeiro-ministro português não defende os nossos interesses?"

Por quê ? Pelo que me lembro, nenhum deles nunca defendeu, a começar pelo Mario Soares... E terminar no Sócrates.

Agora !! O Passos? Esse é mais um... Na cadeia sucessória....

Será que o Seguro não sabia a resposta? Anda muito desligado da realidade portuguesa.
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Para terminar...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ... Nenhum
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
Re: Por quê? Essa é fácil ...
O primeiro-ministro-portugues-nao-defende-os-nosso
Eu já ouvi por aí mas não posso precisar onde que Portugal não necessitava de um rapazola como primeiro ministro inexperiente, que ainda por cima não passa de um bajulador, mas antes de uma pessoa experiente, que soubesse defender os interesses de Portugal e dos portugueses com garra e convicção. Diz o povo e tem razão que quanto mais se baixam as calças, mais se vê o sim senhor. Veja-se a atitude do primeiro ministro Italiano, Espanhol e Francês. A Alemanha por mais que faça nunca vai pagar aquilo que deve à Europa e ao Mundo. Se uma vida não tem preço o que dizer de milhares delas, nas duas guerras que provocou. A par de tudo isso nunca liquidou os prejuízos económicos e financeiros a que foi condenada. Devia ter vergonha da falta de memória, mas também reconhecer que foi e é a mais beneficiada, pois os Países se estão hoje empenhados foi a ela que comprou os bens e alguns de que não necessitava como os submarinos. Se isto for ao fundo será também prejudicada, vai-se molhar e apanhar uma grande gripe e quem sabe se não vai morrer dela.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/alemanhaque-falta-de-memoria.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/demita-se-senhor-primeiro-ministro.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/krugman-e-layard-contra-austeridade.html
Re: O primeiro-ministro-portugues-nao-defende-os-n
gostaria que me respondessem a esta questão:
Esquecendo por instantes a militância, a troca de galhardetes e o apontar do dedo sobre quem é o verdadeiro culpado, gostaria que me dissessem por que razão, chegados ao ponto em que estamos, em que o cumprimento dos 4,5% do défice é uma miragem, o desemprego é um flagelo e a economia em recessão, não existe consenso no reconhecimento do óbvio: a renegociação do memorando é uma inevitabilidade.
O que andou
A fazer na era de sócrates?
Muita pressa para chegar ao pote.
Re: O que andou
Re: O que andou
Porque é que tu também não te calas?
Outro que não sabe que ninguém o ouve...
O Passos é um TRAIDOR à Pátria Lusitana !
Um inseguro igorante
"Porque é que o primeiro-ministro português não defende os nossos interesses?" Diz o Líder do PS.
Porque os interesses do PS não são os do governo nem os de Portugal!
E temos mais um mentiroso compulsivo à frente do PS? Deve ser doença endémica do PS.
Diz ele, aquilo que todos em Portugal perguntam! Eu não e sou português! Claro, retórica hiperbólica politica não é mentira!
Porque é que nós não podemos beneficiar de mais um ano para consolidar as contas públicas? Dito de outro modo...porque não prolongar a austeridade por mais um ano?
Porque o Inseguro deveria saber que mais do que consolidar as contas públicas de facto o importante é fazer passar a mensagens aos mercados de que somos capazes de dar tudo por tudo para pagarmos o que devemos! Ora os mercados estão já a entender que com P. P. Coelho podem contar porque custe o que custar cumpre o que promete. Ora o Inseguro, se soubesse psicologia social e política, pensaria que “este” (sim este actual que estas a ser cumprido) acordo é um acordo do PS porque foi negociado com a troika por Sócrates com a cumplicidade dos actuais partidos do governo. P. P. Coelho até o poderia renegociar com o argumento de que não foi ele que o pediu nem negociou. Mas não o fará porque iria passar a mensagem aos mercados de que somos tão incumpridores como a Grécia ou temos um governo de tão pouca confiança como eram os de Sócrates que acordava uma coisa com P. P. Coelho e depois fazia o contrário.

O PS neo liberal não é alternativa...
Quanto ao povo, o problema é de rejeitar inteiramente essa dívida, visto que não foi o povo que a contraiu, nem foi o povo que beneficiou dela. A dívida tem de ser repudiada. Evidentemente, o repúdio da dívida passa pelo repúdio dos partidos que em nome da burguesia e do imperialismo a contraíram para exclusivo benefício da classe dominante...
 
Re: O PS neo liberal não é alternativa...
e quem e a classe dominante......
ESTADO CORPORATIVO
Portugal continua a ser um Estado Corporativo: o PCP e afins defendem "a classe trabalhadora", o CDS e o PSD os privilégios de alguns e o mundo empresarial, o PS as "empresas amigas" que os financiam e os tachos para os "boys" corruptos, os Sindicatos e as associações profissionais defendem os seus membros, e o "tuga" médio a fuga aos impostos e a qualquer tipo de obrigações.

O PS NÃO É UM PARTIDO DE ESQUERDA!!! Porque ser de Esquerda significa defender o bem comum e a sociedade no seu todo, e entender que isso só pode ser alcançado através do papel nivelador do Estado como moderador dos vários interesses em presença; enquanto ser de Direita significa sempre defender grupos restritos, quer sejam os saudosistas do nacionalismo bacôco, os Bancos ou as empresas, ou QUALQUER OUTRO GRUPO de interesses em detrimento do INTERESSE NACIONAL!!!

ORA, o PS foi e continua a ser o campeão da PROMISCUIDADE entre interesse público e interesses privados (PPPs, Parque Escolar, Contentores, Auto-estradas, etc.), e TAL COMO o actual Governo, com a sua FÉ Neo-Liberal na "bondade" da "iniciativa privada", não entende que na situação actual o que é preciso é MAIS Estado, para conter e orientar essa "iniciativa", e para criar TRABALHO onde a "iniciativa privada" NÃO O CRIA!!!

O PS é apenas um Partido INTERNACIONALISTA e CLIENTELISTA, e assume uma posição "reivindicalista" semelhante ao PCP, APENAS porque está na Oposição -- porque no Poder, representa apenas OUTROS GRUPOS DE INTERESSES!!!
Seguro inseguro...
Seguro quando se refere aos "nossos ineteresses" refere-se aos "nossos" do Partido Socialista!
OS GOVERNOS DESDE O 25 DE ABRIL
Os governos desde o 25 de Abril só têm defendido os interesses das minorias ligadas ao capital, é que assim quando perdem o tacho do poleiro politico, já têm outro.
Logo não podem defender as duas coisas ao mesmo tempo!
Re: OS GOVERNOS DESDE O 25 DE ABRIL
Re: OS GOVERNOS DESDE O 25 DE ABRIL
porquê?, porquê? porque é que eu, Seguro...
porquê?, porquê? porque é que eu, Seguro no séc. XXI, tenho que fazer política como no séc. XXI a.c?

Porque é que dentro de um país os partidos se atacam como se fossem de países diferentes?
porque é que quando estão na oposição se comportam como se tivessem sido a melhor experiência, perfeita, moral, quando estiveram no governo?
porque é que o nosso sistema político, o nosso e o de qualquer sociedade não se organiza em estruturas e em princípios que assentem na procura mais harmoniosa, humulde e responsável do bom governo de uma sociedade?

há muito dinheiro em jogo?
há muita oportunidade de aproveiotamento de uma opinião pública menos esclarecida quanto ao que está em jogo na política?
há uma grande distância entre a realidade de quem governa e a realidade de quem vota?

hummm.....

estão não há nada a fazer?

porque votamos? todos em fila?
É clro como água PS não vê
Porque o Primeiro Ministro tem que pagar o que o PS andou a gastar, e até as multas por excesso de velocidade tem que pagar, porque o PS nada paga. ó Sr. Seguro ou não quere ver ou ana mal aconselhado, e isso é mau para si tem que ser escolher. e olhar o passado.
Lamber as botas à Merkel ocupa-lhe o tempo todo
Porque não lhe resta tempo para isso e lhe custaria mais fazer isso , porque sempre é mais facil ser o lambe-botas da Merkel , é aí que ele é mais produtivo e onde gasta a maior parte do seu tempo preferido.
Re: Lamber as botas à Merkel ocupa-lhe o tempo tod
ninguém te ouviu quando
Porque é que o primeiro-ministro português Socrates não defendeu os nossos interesses?"durante 6 anos

Re: ninguém te ouviu quando
PERFEITO
Re: ninguém te ouviu quando
Comentários 131 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub