Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Sub-diretor demissionário. "Eu sou um transmontano de Miranda e nunca fui mentiroso"

  • 333

Eu não recebi lista nenhuma, nem do secretário de Estado nem de ninguém", insistiu José Maria Pires perante os deputados

José Carlos Carvalho

José Maria Pires está a ser ouvido pelos deputados na comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública sobre a lista VIP de contribuintes, uma iniciativa que foi pedida pelo grupo parlamentar do BE e que obteve o apoio das restantes bancadas na sequência da sua demissão.

Perante a insistência dos deputados, o demissionário subdiretor-geral da Justiça Tributária e Aduaneira reiterou esta tarde no Parlamento que não recebeu nenhuma lista de acesso reservado de contribuintes.



"Eu sou um transmontano de Miranda, e nunca fui mentiroso. Eu não recebia uma lista do secretário de Estado e vinha aqui dizer que não recebi, isso eu não faço. Eu não recebi lista nenhuma, nem do secretário de Estado nem de ninguém", afirmou José Maria Pires na comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública sobre a lista VIP de contribuintes.



E desafiou as testemunhas para um frente a frente: "Se há testemunhas, convido as testemunhas para um lugar público. Estou disponível para aquilo que entenderem, para me demonstrarem e trazerem testemunhos que existam, pois não podem existir. Quem está a dizer isso está a inventar a realidade. Digo isso com toda a claridade", frisou.

"Tenho pena que um colega, presidente do sindicato me diga isso, pois quem trabalha comigo sabe que eu não trabalho dessa maneira. Tenho pena de se chegar este ponto, de acusar pessoas honradas. Por isso eu disse na declaração inicial que era preciso que esta comissão prossiga nos carris da verdade", prosseguiu. 

Depois da demissão de António Brigas Afonso, diretor-geral da Autoridade Tributária e Aduaneira na sequência da polémica da lista VIP de contribuintes, José Maria Pires também renunciou ao cargo esta quarta-feira. 

Um dia antes, o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos já tinha apontado para a provável demissão deste responsável, referindo que ele atuava como um pivô no processo. Segundo o "Jornal de Notícias", José Maria Pires era tido como pessoa muito próxima do secretário de Estado das Finanças, Paulo Núncio.

A comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública sobre a lista VIP de contribuintes foi pedida pelo grupo parlamentar do BE, uma iniciativa que obteve o apoio das restantes bancadas na sequência da última demissão.

No arranque das audições desta sexta-feira, o deputado bloquista Pedro Filipe Soares defendeu que a comissão deverá servir para deixar para trás a "opacidade da lista VIP tributária e aduaneira", trazendo à luz todos os dados com "transparência".