Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Soares é "um homem que acredita e contagia", diz Fernando Henrique Cardoso

Mário Soares e Fernando Henrique Cardoso, durante o almoço em Lisboa

José Caria

O antigo Presidente da República do Brasil marcou presença no almoço de Mário Soares e invocou várioas episódios e momentos que passaram juntos. "Esse é um homem do mundo, é um homem que se pode sentir tão brasileiro como eu."

O antigo Presidente da República do Brasil Fernando Henrique Cardoso caracterizou Mário Soares como "um homem que acredita, tem energia e contagia", ao falar, neste domingo, no almoço de aniversário dos 90 anos do antigo presidente português. 

Fernando Henrique Cardoso lembrou uma ocasião em que esteve num bairro de São Paulo, num centro republicano português para comemorar o Dia de Portugal, a 10 de junho, em que Mário Soares "chegou com energia e otimismo e anunciou que a vitória [sobre a ditadura em Portugal] estava próxima". 

"Logo depois veio o 25 de Abril. Esse é o Mário que acredita, que tem energia, que contagia e que, quando a gente pensa que não tem o que fazer, mostra que tem o que fazer", disse. O antigo presidente do Brasil invocou vários episódios e momentos passados com Mário Soares, que conheceu "há muitos anos, em 1973", quando voltou do exílio no Chile, pouco antes da queda de Salvador Allende.  

"E o Mário apareceu lá pelo Brasil preocupado com a situação dos chilenos", contou, entre muitos outros exemplos, como quando estiveram juntos nas ruas, quando Mário Soares se candidatou à liderança do Partido Socialista ou mais tarde como candidato à Presidência da República Portuguesa. 

Além da persistência de Mário Soares, Fernando Henrique Cardoso classificou-o ainda como "amigo do Brasil", "um homem que não desiste" e que sempre lutou pela relação entre os dois países, tendo sido inspirador de uma comunidade dos países de língua portuguesa.

"Não sei quantas vezes o Mário esteve no Brasil, também não sei quantas vezes eu estive aqui", afirmou, acrescentando: "Esse é um homem do mundo, é um homem que se pode sentir tão brasileiro como eu. Ele sabe que há uma coisa que ultrapassa os nossos países, que é sentimento de liberdade e de fraternidade". 

Fernando Henrique Cardoso sublinhou, ainda, que Mário Soares foi um "lutador revolucionário, do comunismo ao socialismo, do socialismo a uma luta pela liberdade", tendo ao mesmo tempo um "sentido de humanidade". O almoço dos 90 anos de Mário Soares decorre no Espaço Tejo, da antiga Feira das Indústrias de Lisboa.