Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Reviravolta na recontagem dos votos na Madeira

  • 333

FOTO HOMEM DE GOUVEIA / LUSA

Maioria absoluta pode regressar ao PSD. Depois de ter sido anunciado que os sociais-democratas perderam a maioria devido à recontagem de votos, ficou a saber-se que o programa informático não contou a votação do Porto Santo. 

Marta Caires, na Madeira

O juiz que preside à assembleia de apuramento dos resultados das eleições regionais da Madeira reconheceu que um erro no programa informático baralhou a atribuição de mandatos. O programa não contabilizou a votação do Porto Santo, fazendo as contas apenas com os resultados da Madeira.

Refeitas as contas, a maioria absoluta pode regressar ao PSD e a CDU fica com apenas dois deputados na Assembleia Regional.  

O erro foi detetado já depois de o edital ter sido afixado e das declarações de vitória da CDU, que falava de um dia inesquecível para a Madeira e para os madeirenses com o fim da maioria absoluta dos sociais-democratas. O PSD detetou o erro e alertou o juiz da assembleia de apuramento, que reconheceu que os números não batiam certo.  

Foi então que se percebeu que, ao fazer a distribuição de mandatos através do método de Hondt, o programa informático apenas assumia a votação da Madeira e deixava de fora o Porto Santo. Uma reviravolta pode dar a maioria absoluta ao PSD.