Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD: "Parece a mesma folha de cálculo de Sócrates em 2009"

  • 333

Previsível: o PSD diz que há nas promessas de Costa "uma sensação de regresso ao passado". O papão do regresso à falência vai andar por aí.

"Boas tardes. Há uma sensação de regresso ao passado." Dez minutos depois de ter terminado, no Largo do Rato, a apresentação das propostas do PS, José Matos Correia, o vice-presidente de Passos Coelho a quem coube reagir, recuperou o papão do regresso ao passado socrático: "a folha de cálculo deste PS parece ser a mesma de José Sócrates em 2009".

Matos Correia lembrou que Sócrates, em 2009, "também prometeu mundos e fundos, subiu salários e pensões e todos nos lembramos do que aconteceu a seguir". O risco da bancarrota. A direção do PSD tenta desacreditar as boas notícias que António Costa veio dar aos eleitores - que os economistas a quem pediu um estudo macroeconómico dizem ser possível repor os salários dos funcionários públicos e acabar com a sobretaxa em dois anos -, colando Costa ao descalabro de há quatro anos.

"A atitude é idêntica. Gastar o que não temos e no futuro os portugueses pagarão a conta", afirmou o vice de Passos, acusando o líder do PS de "trocar o certo pelo incerto" com "uma espécie de programa do logo se vê".

"Apostam uma vez mais na irresponsabilidade", "este é o mesmo PS", "iludem as pessoas", "não se trata de defeito, é feitio". A direção do PSD desfiou frases a repetir à exaustão durante a campanha eleitoral. O medo vai entrar na campanha.