Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD espera maioria absoluta

  • 333

FOTO Tiago Petinga/Lusa

Neste momento, estão apuradas 44 das 54 freguesias da Madeira e os sociais-democratas continuam à frente com 48,6% dos votos.   .

Marta Caires, correspondente na Madeira

"Vamos ter a maioria absoluta". A primeira reação da noite na sede do PSD coube a Rubina Leal, número três da lista e núcleo restrito de Miguel Albuquerque, e é de confiança na maioria absoluta. Neste momento, estão apuradas 44 das 54 freguesias da Madeira e os sociais-democratas continuam à frente com 48,6% dos votos. 



O segundo partido mais votado é o CDS com 15,5%, à frente da coligação Mudança que tem neste momento 11,3%. O JPP continua em quarto lugar com 7,5%. A CDU e o BE têm pouco mais de 3%, mas ainda faltam apurar as maiores freguesias do Funchal, onde têm o eleitorado tradicional.



Os votos do Funchal são determinantes para as eleições regionais, mas Miguel Albuquerque joga em casa já que foi presidente da Câmara durante 19 anos. Para já o PSD reconquistou Machico, Porto Moniz, Santa Cruz, Porto Santo, Santana concelhos que perdeu nas últimas autárquicas de 2013.



Nesta altura, as expectativas estão voltadas para o resultado da freguesia do Caniço, no concelho de Santa Cruz, não se sabendo se vencerá aí o PSD ou o JPP.



CDS animado com resultados

O presidente do Conselho Económico e Social do CDS/PP, Ricardo Vieira, diz que os resultados já conhecidos da votação nas eleições legislativas regionais da Madeira "dão um certo ânimo ao partido".



Ricardo Viera, que já foi eleito como deputado pelo CDS-PP, realçou que, das 34 freguesias já apuradas, "o CDS/PP subiu 0,5 pontos percentuais e o PSD desceu 6 pontos percentuais" face às eleições de 2011.



Apesar de reconhecer não serem as eleições com "o maior número de eleitores", Ricardo Vieira considerou que os resultados dão "um certo ânimo".



À medida que os resultados vão aparecendo, ouvem-se salvas de palmas na sala onde os dirigentes do partido seguem os efeitos do sufrágio.



Após 35 anos como terceiro maior partido da Região Autónoma da Madeira, o CDS-PP tornou-se no segundo partido mais votado (17,63% dos votos) nas eleições de 9 de outubro de 2011, ao eleger nove dos 47 deputados da Assembleia Legislativa.