Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS pagou a Costa em 2007 para ser assessor político

  • 333

António Costa terá recebido 12.500 euros como assessor do PS durante a presidência portuguesa da União Europeia, em 2007. Exatamente na mesma altura em que fazia a campanha para a autarquia lisboeta.

O período de prestação de funções de assessoria foi de dois meses e meio, e valeu a António Costa receber do PS um total de 12-500 euros. Nessa altura, o atual presidente da Câmara de Lisboa estava em campanha eleitoral para o cargo. Costa terá encerrado funções de assessor precisamente um dia antes de tomar posse como chefe da autarquia, a 1 de agosto de 2007.

A notícia é avançada esta quinta-feira pelo jornal "i", que diz que "o PS contratou em 2007 António Costa como 'assessor político', quando o socialista saiu do Governo para se candidatar às eleições intercalares de Lisboa, para apoiar 'a acção governativa' durante a presidência portuguesa da União Europeia."

Contactada por aquele jornal, fonte oficial do PS afirma que "como qualquer outra instituição ou entidade, e designadamente os demais partidos políticos, o PS, no respeito das suas regras internas, pode contratar, em qualquer regime de trabalho, dirigentes ou colaboradores que não sejam detentores de cargos políticos remunerados, que os suspendam ou que a eles renunciem, para desempenhar missões ou funções para o partido".