Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Portas adiou viagem prevista para hoje para acelerar coligação

  • 333

Marcos Borga

Anúncio da coligação foi acelerado e apanhou partidos de surpresa. Gabinete de Portas tinha avisado o Parlamento que o vice-PM tinha viagem marcada para o meio-dia de hoje.

O gabinete de Paulo Portas tinha informado o da secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares que o vice-primeiro-ministro tinha uma viagem de avião prevista para o meio-dia de hoje. Ou seja, a decisão de Passos e Portas anunciarem hoje a coligação foi muito recente e há uma pequena antecipação do anúncio, precisamente na semana em que Antonio Costa divulgou o seu programa economico.

Ao que o Expresso apurou junto de fonte oficial, quando o gabinete de Teresa Morais confirmou, já no final da semana, ministro a ministro, quem estaria presente na sessão parlamentar de hoje, foi-lhe dito pelo gabinete do vice-PM que este tinha a tal viagem e quando Portas chegou ao hemiciclo foi necessário reajustar lugares na bancada do Governo.

Contactada pelo Expresso. fonte do gabinete de Paulo Portas apenas confirmou que este embarca amanhã para Nova Iorque, admitindo que "pode ter havido um esquecimento de avisar que o vice-PM estaria na sessão" parlamentar.

A coligação estava fechada, como o Expresso Diário anunciou ontem, e a data prevista para o seu anúncio há muito que estava apontada para finais de abril/maio, sempre depois do fecho do Programa de Estabilidade que Passos e Portas sabiam ser uma espécie de pré-acordo de coligação. 

Mas o facto de António Costa ter antecipado a apresentação do seu programa económico acabou por levar os dois líderes a decidirem uma pequena antecipação dos timings, escolhendo o 25 de abril como data simbólica.

As direções dos dois partidos foram completamente apanhadas de surpresa. Na semana passada, Passos disse ao Conselho Nacional do PSD que era cedo para falar de coligações e que marcaria uma nova reunião daquele orgão quando fosse oportuno tratá-lo. O CN será convocado para breve.