Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

"Para pagar impostos não é preciso ser-se notificado", diz Marcelo

  • 333

Rui Ochôa

O comentador político não entende as justificações do ministro da Segurança Social sobre as dívidas de Passos Coelho à Segurança Social. 

Marcelo Rebelo de Sousa disse hoje, no seu habitual espaço de comentário na TVI, que ainda há muito por explicar sobre as dívidas de Passos Coelho à Segurança Social, que foram reveladas este sábado pelo jornal "Público".

"Isto para mim é chinês, não percebo. A pessoa para pagar os impostos não precisa de ser notificada para pagar. Sabe que tem de pagar. Não pagou, ponto final, parágrafo. Durante cinco anos não pagou."

Para o ex-líder do PSD, as justificações do ministro da Segurança Social, Pedro Mota Soares, levantam dúvidas. "Há 117 mil portugueses que estiveram na mesma posição. Isto é, houve 117 mil pessoas que durante aqueles cinco anos não pagaram?"

Mas o pagamento da dívida por parte do primeiro-ministro também deixa questões ao comentador. "A dívida prescreveu, prescreveu. Não há dívida. Como é que alguém recebe uma dívida prescrita? Aparentemente, pagou quando começou a investigação. Já era primeiro-ministro há três anos e tal."

Marcelo Rebelo de Sousa não percebe "como é que é possível em Portugal, as pessoas irem para primeiro-ministro e não haver uma investigação cuidadosa aquilo que pagaram e não pagaram de impostos e de segurança social anteriormente."