Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Medina e os seus compromissos para Lisboa: "Boas contas, mais gente e mais Tejo"

  • 333

Fernando Medina tomou posse esta tarde, numa cerimónia que decorreu no salão nobre da câmara de Lisboa

José Ventura

Fernando Medina já é o novo presidente da Câmara de Lisboa. Na cerimónia de tomada de posse, anunciou programa de habitação social para 5.000 pessoas.

Com "vontade, determinação, uma enorme alegria", mas também "com um sentimento de profunda humildade", assim assumiu Fernando Medina a presidência da câmara de Lisboa, enumerando no seu discurso de tomada de posse diversos compromissos com a cidade.



"É tempo de fazer mais e melhor", disse o novo presidente, que começou por agradecer a António Costa, destacando o papel do seu antecessor como um "presidente marcante", que tornou possível "uma nova visão sobre Lisboa".

A câmara deixou de ser "majestática e opaca", para "estar mais próxima dos cidadãos", acrescentou. "Tornou-se um referencial de boas contas", disse ainda Fernando Medina, área em que o município pretende continuar a ser exemplo, nomeadamente optando por "pagar a pronto, para apoiar a economia da cidade".

Em matéria de compromissos, Medina destacou como prioridade "avançar com os direitos sociais", referiu a importância de "valorizar as várias facetas da cultura", promover "melhores serviços públicos" e prometeu "não recuar perante as dificuldades".

Quanto a projetos concretos, já em marcha ou a arrancarem ao longo do ano, ficaram as referências "às novas obras na zona ribeirinha", à revisão do plano de drenagem - "a iniciar até ao verão" - e ao lançamento de um programa de habitação social, que espera abranger "5.000 pessoas" numa primeira fase.

Aos vereadores e membros da oposição, Fernando Medina  deixou uma palavra de "lealdade e respeito", lembrando que uma cidade se constrói "com todos, além das maiorias do momento".

"É tempo para uma nova ambição", disse, a terminar, confessando a "secreta esperança" de chegar ao fim do mandato com o saldo mais desejado: "Ganhar o respeito e afeto da população de Lisboa".