Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Maria Luís mantém confiança em Paulo Núncio

  • 333

FOTO LUÍS BARRA

A ministra das Finanças falou, pela primeira vez, sobre a polémica lista VIP. Para prometer mais explicações para amanhã, no "local adequado, que é o Parlamento". Mas também para reafirmar a sua confiança no secretário de Estado dos Assuntos Fiscais

"Não tenho qualquer razão para não ter confiança política no senhor secretário de Estado". Foi assim que a ministra das Finanças se referiu - pela primeira vez ao fim de duas semanas - à polémica da chamada lista VIP do fisco. 

Maria Luis falava, no Porto,  em resposta a perguntas dos jornalistas e começou por dizer que "não tinha tido ocasião de falar" do assunto. No entanto, na semana passada, questionada igualmente pelos jornalistas sobre a matéria, a ministra recusou mais comentários, alegando "já ter falado muito" sobre outros temas de actualidade.

As palavras da ministra das Finanças visaram apenas dar um sinal de confiança política. Os alvos foram, não só ao secretário de Estado Paulo Núnico, que tem estado no centro de toda a polémica, mas também toda a máquina fiscal. "Tenho uma enorme confiança na autoridade tributaria e aduaneira, que tem feito um trabalho notável", disse Maria Luis.

Mais explicações oficiais ficam, porém, reservadas para amanhã. A ministra estará no Parlamento, "local que é o mais apropriado" para o Governo dar "todas as explicações", disse Maria Luis, que aproveitou para dizer que foi aberto um inquérito à Direcção Geral de Finanças para apurar "os contornos desta situação".