Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Macedo é suspeito mas não arguido

  • 333

Ex-ministro garante que ainda não foi contactado pelas autoridades no caso dos vistos gold.

O Ministério Público considera que Miguel Macedo é o "único responsável político" no processo dos vistos gold. Segundo o acórdão do Tribunal da Relação de Lisboa sobre o caso, divulgado ontem pelo jornal "i", o ex-ministro da Administração Interna "favoreceu ilegalmente", juntamente com Manuel Jarmela Carlos (o então diretor do SEF), os interesses privados "lucrativos" de outros dos arguidos como António Figueiredo, ex-presidente do Instituto dos Registos e Notariado. Terá recebido presentes de um empresário chinês, participado em encontros e jantares considerados suspeitos.  

O ex-ministro reagiu ao Expresso garantindo que está disponível para falar com as autoridades, tendo-se já disponibilizado para ser ouvido pelos procuradores do MP. Apesar dos indícios referidos no documento da Relação, Miguel Macedo não foi constituído arguido. "Até hoje ninguém me contactou, mas espero pelo desenrolar do processo com serenidade", disse o deputado do PSD que se recusa a fazer qualquer comentário sobre o acórdão, que está em segredo de justiça: "Não conheço o que lá vem escrito", justifica. Os advogados dos arguidos preferem não comentar o caso.