Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Inquérito ao BES exposto em 400 páginas. Deputado relator admite "trabalho denso e intenso"

  • 333

Pedro Saraiva apresentar na comissão de inquérito o relatório preliminar sobre os trabalhos, tendo dividido o texto em quatro partes: introdução e enquadramento, descrição do mandato e trabalhos desenvolvidos, apuramento dos factos e conclusões e recomendações.

O deputado relator da comissão de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES), Pedro Saraiva (PSD), reconheceu esta manhã o "trabalho denso e intenso" que resultou nas 400 páginas de relatório preliminar.



O responsável está desde cerca das 10h15 a apresentar na comissão de inquérito o relatório preliminar sobre os trabalhos, tendo dividido o texto em quatro partes: introdução e enquadramento, descrição do mandato e trabalhos desenvolvidos, apuramento dos factos e conclusões e recomendações.



Pedro Saraiva fará uma exposição inicial de cerca uma hora e depois será questionado pelos vários partidos em duas rondas. Posteriormente, e até dia 23, serão apresentadas as propostas de alteração dos partidos ao relatório preliminar, e no dia 29 de abril o texto final terá de estar pronto.



A comissão foi proposta pelo PCP - e aprovada por unanimidade dos partidos - e teve a primeira audição a 17 de novembro do ano passado, tendo sido escutadas dezenas de personalidades, entre membros da família Espírito Santo, gestores das empresas do grupo, reguladores, supervisores, auditores e agentes políticos, entre outros.



O objetivo do trabalho dos parlamentares é "apurar as práticas da anterior gestão do BES, o papel dos auditores externos e as relações entre o BES e o conjunto de entidades integrantes do universo do GES, designadamente os métodos e veículos utilizados pelo BES para financiar essas entidades".