Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa faz votos que 2015 "seja mesmo novo"

Num tempo de antena emitido esta noite na RTP, o secretário-geral do PS desejou as Boas Festas aos portugueses, fazendo votos para que "2015 seja o ano em que teremos oportunidade de começar um caminho de mudança".

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Editora de Política da SIC

Uma "palavra de esperança e confiança no futuro", depois de um ano "difícil para a maioria dos portugueses", foi o que António Costa quis deixar aos portugueses  na sua primeira mensagem de Natal como secretário-geral do PS, transmitida pouco antes das 20h00  - sob a forma de tempo de antena -, na RTP.

O líder socialista disse esperar que 2015 "seja um ano mesmo novo, com novas opções e novas prioridades", garantindo estar empenhado na  construção de "uma alternativa às políticas atuais".

Afirmando acreditar na "nossa capacidade coletiva", quis deixar "uma palavra de solidariedade para com os mais desfavorecidos, os que sofrem o desemprego, os doentes, os que vivem na solidão; pessoalmente, entendo que trabalhar para uma sociedade mais justa e solidária é o que dá sentido à política", acrescentou.

Dedicou ainda "uma palavra especial para os emigrantes", sublinhando a ideia de que "Portugal precisa de todos e tem de criar condições para que regressem e sejam parte ativa na construção de um futuro comum". 

Classificando a confiança "não como uma promessa, mas como um desafio", fez votos para que 2015 seja "o ano em que teremos oportunidade de começar um caminho de mudança". Mudança "para apostar em mais e melhor trabalho", mudança "para nos empenharmos num país com menos desigualdades, acesso à saúde e à educação de qualidade que não seja só para alguns".