Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa desafia cidadãos a enviarem propostas. PSD ironiza e oferece ajuda

  • 333

FOTO Mário Cruz/Lusa

O PS terá disponível a partir de segunda-feira um portal para receber propostas de cidadãos para o programa eleitoral do partido. Marco António Costa não perdeu tempo e já atacou a iniciativa, desafiando os militantes do PSD a enviarem sugestões para o Largo do Rato.

Na corrida para as eleições legislativas, o Partido Socialista acelera e vai abrir na próxima segunda-feita um site (www.canalaberto.pt) para receber propostas de cidadãos para o programa eleitoral do partido. 

Com esta iniciativa, o líder do PS, António Costa, quer "apelar aos simpatizantes para participarem ativamente no programa eleitoral do partido socialista. Quem se registar no site poderá receber todas as propostas do partido e manter uma interação com as atividades do PS e de António Costa", disse ao Expresso fonte do partido.

Na segunda-feira será também emitido um vídeo do PS pelas 19h50, onde António Costa terá cerca de sete minutos de tempo de antena para defender que "o Partido Socialista quer unir o que a direita dividiu" e que os "portugueses precisam de voltar a ter confiança e tranquilidade para o futuro".

Costa aproveitará também para falar na sua experiência enquanto autarca, sustentando que se regressar ao Executivo será melhor governante depois de ter sido presidente da câmara de Lisboa com "maior proximidade" junto dos cidadãos.

Cartazes do PS com uma nova imagem serão também afixados a partir de segunda-feira.

"O PSD está aqui para os ajudar"

Depois do apelo do PS aos seus simpatizantes, o  vice-presidente do PSD, Marco António Costa, convidou neste sábado os militantes a enviarem propostas para o Largo do Rato, afirmando que os socialistas revelam necessidade de ajuda para apresentar um projeto de Governo. "Espero que os meus amigos possam ter a oportunidade de mandar algumas ideias que é para os ajudar a fazer o programa porque senão for com o apoio, com ajuda dos portugueses e também dos militantes do PSD não será com estes dirigentes que o PS apresentará um projeto para Portugal", afirmou com ironia.



O também coordenador nacional do PSD discursava para uma audiência de militantes do partido, na tomada de posse dos novos órgãos concelhias de Vinhais, no distrito de Bragança, em que classificou de um "artifício" o pedido de contributos do PS para a elaboração do programa eleitoral que os socialistas vão apresentar aos portugueses. "O Partido Socialista tem andado permanentemente a esconder-se em artifícios, o último dos quais é que vai fazer alguma uma consulta à opinião pública para ter ideias para o programa eleitoral", enfatizou.



Marco António Costa continuou afirmando que "se o Partido Socialista não é capaz de apresentar um projeto sem ajuda de todos", o PSD está "aqui para os ajudar". Ressalvou, porém que "é indispensável que o Partido Socialista pare de atacar permanentemente todas as figuras do Estado português e que faça da política de terra queimada uma atitude constante da sua ação política".

[Atualizada às 22h55]