Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa demarca-se do anteprojeto sobre a cobertura das campanhas

  • 333

FOTO MARCOS BORGA

O líder do PS enviou um curto comunicado às redações garantindo que discorda do anteprojeto onde colaborou a deputada socialista Inês de Medeiros.

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

O secretário-geral do Partido Socialista demarcou-se da iniciativa legislativa que juntou PSD, CDS e PS sobre a cobertura jornalística das campanhas eleitorais, que classificou como "um mero documento de trabalho interpartidário".

Em curto comunicado enviado às redações, e "para que não subsista qualquer dúvida quanto à posição do PS sobre a matéria", António Costa deixa claro que "discorda da solução constante daquele documento de trabalho" e garante que "o grupo parlamentar do PS nunca apoiará qualquer solução legislativa que limite as liberdades de informar e ser informado".

Uma das normas mais polémicas é a obrigatoriedade de apresentação, por cada órgão de comunicação social, de um "plano de cobertura jornalística do período eleitoral" - que é apreciado por um novo órgão, uma comissão mista composta pela Comissão Nacional de Eleições e pela Entidade Reguladora da Comunicação Social.