Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Cinco votos para tirar a maioria absoluta ao PSD

  • 333

Edgar Silva, coordenador da coligação PCP e Verdes na Madeira

Tiago Petinga/Lusa

A CDU vai tentar recuperar os cinco votos que lhe faltam para eleger o terceiro deputado. Se conseguir, o PSD perde a maioria absoluta no Parlamento regional. 

Marta Caires, correspondente na Madeira

A reunião da assembleia de apuramento das eleições regionais da Madeira, marcada para esta terça-feira, promete ser polémica já que a CDU está decidida recuperar cinco votos na verificação dos votos nulos e votos protestados. Estes cinco votos são os que precisa para eleger o terceiro deputado e, se conseguir, o PSD perde a maioria absoluta no Parlamento regional.

O último deputado a ser eleito nas regionais foi para o PSD, mas por escassos cinco votos. O número de votos que faltou à CDU para eleger o terceiro. Agora, Edgar Silva, o coordenador da coligação PCP e Verdes na Madeira, quer recuperar o que falta na assembleia de apuramento onde, por lei, se faz a verificação dos votos nulos e dos votos protestados.

Estas eleições regionais registaram um número anormal de votos nulos - mais de três mil - e a CDU acredita que muitos são votos válidos. A verificação dará mais votos às outras candidaturas, admite o coordenador, mas o caso da CDU é diferente: só precisa mesmo de cinco votos. O que torna também esta assembleia de apuramento um momento importante neste pós-eleições regionais.

Este domingo o PSD conquistou a 11.ª maioria absoluta nas eleições regionais da Madeira, mas apenas por um deputado.