Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CDS. "Onde estavas quando Portugal foi conduzido à bancarrota?"

  • 333

FOTO TIAGO MIRANDA

Michel Seufert substituiu a célebre pergunta de Baptista-Bastos: 'Onde é que estava no 25 de Abril?' para apontar o dedo às políticas do anterior Governo socialista.

Na sessão solene do 41º aniversário do 25 de Abril, o deputado do CDS Michel Seufert defendeu esta manhã no parlamento que é vital não esquecer os erros que conduziram o país ao último resgate e que a dívida pública "limita muito a liberdade."



"Nos últimos quatro anos ouvimos de forma quase-habitual vozes que vinham reclamar a pureza de Abril, os valores de Abril ou chegaram até a apontar um dedo aos que, diziam eles, traíam Abril, então é legítimo perguntar-lhes não 'aonde é que tu estavas no 25 de Abril?' mas 'onde é que tu estavas quando Portugal foi conduzido à bancarrota?", questionou Michel Seufert.

Considerando que o "povo foi sempre muito mais sábio do que algumas vanguardas queriam acreditar", o deputado centrista admitiu que os últimos quatro anos foram difíceis, sendo que ignorar esse período "vexatório" será apagar parte da história. Sublinhou porém que o Governo conseguiu ultrapassar alguns dos maiores obstáculos.

Contra aqueles que empuraram a "dívida pública com a barriga", em referência ao antigo governo socialista, Michel Seufert reiterou que o país não pode voltar a cometer os mesmos erros no passado.

"A herança da dívida pública limita em muito a liberdade da minha geração", frisou o deputado, acrescentando que maior dívida corresponde a menor liberdade e que maior défice equivale a menos oportunidades.